Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Para movimentos sociais, TPP aumentará desigualdade de gênero - Jornal Brasil em Folhas
Para movimentos sociais, TPP aumentará desigualdade de gênero


O novo Acordo de Associação Transpacífico (TPP) aumentará as desigualdades e discriminará as mulheres, alertaram nesta quinta-feira (8) sindicatos e movimentos sociais do Pacífico, destacando por fim ser um insulto que o tratado seja assinado no Dia Internacional da Mulher.

Este dia se baseia na luta coletiva das mulheres para contrabalançar o poder dos interesses corporativos e conseguir salários justos, condições de trabalho seguras e direitos sindicais, afirmou Kate Lappin, secretária para a Ásia-Pacífico da Internacional de Serviços Públicos em um comunicado.

Este movimento considera que a assinatura do tratado nesta quinta-feira por onze países dá um sinal contrário.

O acordo, segundo Lappin, está projetado para aumentar o poder corporativo e diminuir a capacidade do Estado para regular e arrecadar os recursos necessários para apoiar os serviços públicos essenciais para os direitos das mulheres.

A mudança de nome para Tratado Integral e Progressista de Associação Transpacífico (CPTPP, em inglês), a adição de um preâmbulo não vinculante e a suspensão temporária de alguns artigos não conseguem resolver seus defeitos fundamentais ou mitigar o dano que causará às trabalhadoras, destacou Lappin.

Se estes governos pretendessem a sério que o comércio beneficie a todos, procederiam a uma avaliação do interesse público do acordo, inclusive seu impacto ambiental e no tema de direitos humanos, gênero e saúde, acrescentou.

Onze países - Austrália, Brunei, Canadá, Chile, Japão, Malásia, México, Nova Zelândia, Peru, Cingapura e Vietnã - o assinaram nesta quinta-feira, em Santiago, criando um mercado de 498 milhões de pessoas, que representa de 15% a 18% da economia mundial.

O CPTPP contempla um acesso maior a mercados, vantagens em áreas como serviços e investimentos, ambientais e trabalhistas, comércio eletrônico e compras públicas. Incorpora, ainda, novas temáticas relativas a pequenas e médias empresas, gênero, anticorrupção, competitividade, empresas do Estado, desenvolvimento e coerência regulatória.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro elogia Mandetta e Wagner Rosário, ministros anunciados hoje
Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212