Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Oct de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Angela Merkel completa seu novo governo - Jornal Brasil em Folhas
Angela Merkel completa seu novo governo


Os social-democratas alemães anunciaram oficialmente nesta sexta-feira os nomes de seus ministros no novo governo de Angela Merkel, com Olaf Scholz na pasta das Finanças, poucos dias antes da eleição oficial da chanceler para um quarto mandato.

A chanceler alemã se viu obrigada a fazer importantes concessões ao Partido Social-Democrata (SPD) na distribuição dos ministérios, única maneira de conseguir uma repetição da aliança após seis meses de incerteza, situação provocada pelas eleições de 24 de setembro - quando os conservadores de Merkel registraram o pior resultado desde 1949.

O SPD comandará seis ministérios, com três homens e três mulheres.

A designação de Olaf Scholz para o ministério das Finanças, no lugar do conservador Wolfgang Schäuble, foi confirmada oficialmente pelo SPD nesta sexta-feira.

Prefeito de Hamburgo, Scholz, de 59 anos, também ocupará o importante cargo de vice-chanceler.

Analistas acreditam que Scholz, um social-democrata moderado, permanecerá fiel à rigorosa política orçamentária adotada por seu antecessor durante 10 anos.

A designação de Heiko Maas, 51 anos, como ministro das Relações Exteriores foi divulgada na quinta-feira. Até então ele era ministro da Justiça.

A futura presidente do SPD Andrea Nahles comemorou a nomeação de Maas - ativista contra o racismo e triatleta - por considerar que ele é a pessoa ideal para o cargo, no momento em que a Alemanha é solicitada com frequência como mediadora no mundo atual.

A atual ministra da Família Katarina Barley, de 49 anos, vai para a pasta da Justiça, enquanto o ex-secretário-geral do SPD Hubertus Heil, de 45 anos, volta ao ministério do Trabalho e Assuntos Sociais.

É uma boa equipe, com pessoas de alto nível de experiência, afirmou Olaf Scholz.

Svenja Schulze, de 49 anos, dirigirá o ministério do Meio Ambiete, enquanto Franziska Giffey, de 39 anos, prefeita de um distrito de Berlim, assumirá a pasta da Família.

Os outros ministros, que também já foram anunciados, pertencem ao Partido Democrata Cristão (CDU) da chanceler e a seu aliado, o partido regional bávaro CSU.

Mas a CDU terá pastas consideradas secundárias, descontando a da Defesa, que permanecerá sob o comando de Ursula von der Leyen. Essa decisão valeu muitas críticas internas a Merkel.

Por esta razão, teve que ceder o Interior ao aliado bávaro, promovendo uma guinada à direita em questões de imigração e identidade.

O presidente da formação, Horst Seehofer, dirigirá o ministério, que também se encarregará de questões relacionadas à Pátria, em um gesto ao eleitorado seduzido pela extrema direita.

Na CDU, a Merkel teve que concordar em promover à Saúde seu principal opositor, Jens Spahn, para acalmar a raiva da ala dura do partido. Uma de suas próximas, Julia Klöckner, assumirá a Agricultura.

Na quarta-feira, a maioria na Câmara dos Deputados deverá eleger Merkel como chanceler.

O quarto mandato de Merkel se anuncia como o mais difícil porque sai enfraquecida pela crise migratória e pela turbulência política nos últimos meses.

O debate sobre sua sucessão já está aberto na CDU e o contrato de coalizão prevê uma cláusula para analisar o curso da aliança dentro de dois anos.

É possível que a coalizão não dure quatro anos, confiou um assessor da chanceler que pediu anonimato.

 

Últimas Notícias

Apenas 3,3% dos estudantes brasileiros querem ser professores
Operação da PF investiga desvios de R$ 140 milhões do SUS no Amazonas
Caiado reforça compromisso com o Entorno
Operação prende líder de organização que aplicava golpes pela internet
Secretaria anuncia fim de mais 13 UPPs no Rio até o fim do ano
PF prende suspeitos de tráfico internacional de drogas
Polícia Civil e Senasp deflagram ação conjunta no DF e em 6 estados
Estudante da UFPR é agredido a garrafadas por apoiadores de Bolsonaro

MAIS NOTICIAS

 

Equipe de transição deve ser definida hoje à tarde, diz Caiado
 
 
ONS vai reforçar ações de segurança energética nas eleições e no Enem
 
 
Inflação medida pelo INPC sobe para 0,30% em setembro
 
 
Universidades particulares terão disciplina sobre primeira infância
 
 
Com Enem, horário de verão começa no dia 18 de novembro
 
 
Governo anuncia recursos de R$ 600 milhões para o ensino médio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212