Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Japão recorda vítimas do tsunami e catástrofe nuclear de 2011 - Jornal Brasil em Folhas
Japão recorda vítimas do tsunami e catástrofe nuclear de 2011


O Japão parou neste domingo às 14H46 (2H46 de Brasília), momento exato do violento terremoto de 11 de março de 2011, que provocou um tsunami e a catástrofe nuclear na central de Fukushima, uma tragédia que deixou quase 20.000 mortos ou desaparecidos.

Como acontece todos os anos, uma cerimônia oficial aconteceu em Tóquio, na presença do primeiro-ministro Shinzo Abe, do príncipe Akishino - filho mais novo do imperador Akihito - e de sua esposa Kiko, ambos como representantes do casal imperial, e de sobreviventes da tragédia.

Nas áreas afetadas, na região nordeste do país, os moradores também respeitaram um minuto de silêncio.

Expresso minhas condolências aos que perderam seus familiares e seus amigos queridos, declarou Abe, antes de passar a palavra aos moradores.

No grupo de sobreviventes estava Hideko Igarashi, uma mulher de 70 anos e nascida em Fukushima. Em um discurso emocionado, ela pediu que nunca esqueçam o que aprendemos do desastre.

Me agarrei a uma árvore, mas fui arrastada pela onda. Meu marido foi levado, gritou Hideko três vezes, disse. Lamento não ter pedido para que fugisse antes.

Um total de 18.434 pessoas morreram ou desapareceram no terremoto de 9 graus de magnitude e no posterior tsunami que devastaram o país há sete anos.

Além disso, mais 3.600 pessoas, em sua maioria de Fukushima, faleceram em consequência da catástrofe, por doenças ou suicídio.

O acidente da central nuclear de Fukushima é o mais grave da história desde a tragédia de Chernobyl, na União Soviética em 1986, apesar de oficialmente não ter provocado mortes diretas. Também deixou mais de 73.000 deslocados, que foram obrigados a abandonar suas casas por causa da radiação.

Após a cerimônia em Tóquio, os 820 presentes foram convidados a depositar uma flor branca diante de um monumento ao lado da bandeira japonesa com a frase: Às almas das vítimas da grande catástrofe do leste do Japão.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212