Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Assistência médica custa duas vezes mais nos EUA que em outros países ricos - Jornal Brasil em Folhas
Assistência médica custa duas vezes mais nos EUA que em outros países ricos


Uma enfermeira toma o pulso de um paciente em uma clínica em Wise, Virgínia, em 22 de julho de 2017.

Os Estados Unidos gastam cerca do dobro em assistência médica que outros países ricos porque tudo, dos medicamentos até os equipamentos e a remuneração dos médicos, é mais caro, disseram pesquisadores nesta terça-feira.

O estudo, publicado na revista médica Journal of the American Medical Association (JAMA), desmente a crença popular de que o gasto com saúde nos Estados Unidos é alto porque os pacientes vão ao médico com muita frequência ou abusam do sistema de saúde.

Os Estados Unidos têm gastos significativamente mais altos, os piores resultados em termos de saúde para a população e pior acesso à assistência médica que outros países ricos, dizem os pesquisadores.

O estudo compara o sistema de saúde americano com o de outros dez países de rendas altas, utilizando dados de 2013 a 2016: França, Reino Unido, Canadá, Alemanha, Austrália, Japão, Suécia, Dinamarca, Holanda e Suíça.

A conclusão foi que quase tudo é mais caro nos Estados Unidos.

Por exemplo, o gasto anual médio de cada americano em produtos farmacêuticos - 1.443 dólares - é mais alto que em outros países, onde varia entre 466 e 939 dólares por pessoa. Os preços dos remédios das marcas mais usadas chegam a ser o dobro em alguns casos.

O salário médio anual de um clínico geral nos Estados Unidos é de 218.173 dólares, enquanto nos outros dez países varia entre 86.607 e 154.126 dólares.

Apesar das crenças que apontam na direção contrária, os Estados Unidos têm taxas mais baixas de visitas ao médico e dias de hospitalização que outras nações, diz o relatório.

Embora menos pessoas contem com seguro de saúde nos Estados Unidos, o gasto total é muito maior: 17,8% de seu PIB em 2016 foi entregue à saúde, contra 9,6% do PIB australiano, por exemplo.

No entanto, os Estados Unidos têm a expectativa de vida mais baixa dos 11 países analisados, com 78,8 anos, em comparação com índices que variam entre 80,7 e 83,9 anos nos outros países.

Enquanto os Estados Unidos continuam enfrentando elevados gastos de saúde, é essencial fazer avanços para reduzir estes custos, disse Irene Papanicolas, uma das autoras do estudo e professora de economia da saúde na London Schools of Economics.

 

Últimas Notícias

Varejo perde R$ 19,5 bilhões em 2017 por danos em produtos e furtos
A partir deste sábado, candidatos só podem ser presos em flagrante
Brasileiros não se sentem prontos para lidar com a morte, diz pesquisa
Aos 95 anos, Gervásio Baptista recebe Medalha do Mérito Jornalístico
PF combate grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros
Primavera começa hoje com possibilidade de novo episódio do El Niño
Facebook anuncia medidas para combater contas falsas e desinformação
Polícia Militar faz operação na Rocinha

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212