Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Empresas envolvidas em polêmicas: vale a pena comprar as ações? - Jornal Brasil em Folhas
Empresas envolvidas em polêmicas: vale a pena comprar as ações?


SÃO PAULO - O roteiro é, infelizmente, bastante conhecido dos investidores brasileiros: o nome de uma empresa - ou de grandes executivos dela - aparece envolvido em um escândalo de corrupção e as ações despencam. O preço começa a parecer bastante tentador e não há nada pessimista em seus fundamentos. Surge a dúvida: comprar ou não esses papéis diante da desvalorização?

Thiago Salomão, responsável pelo curso Como Montar uma Carteira de Ações Vencedora, respondeu algumas dúvidas de leitores durante a apresentação da Carteira InfoMoney e duas delas se referiam a companhias envolvidas recentemente em polêmicas: CCR (CCRO3) e Ecorodovias (ECOR3), que acumulam quedas de 22,2% e 28,2% neste ano, respectivamente.

Reportagens publicadas no fim de fevereiro apontam que o delator da Lava-Jato, Adir Assad afirmou que uma de suas empresas, a RockStar, teria pago “comissões” à Paulo Preto, ex-diretor da Dersa, para que ele intermediasse contratos com a CCR.

O delator disse que as operações com a concessionária geraram caixa de até R$ 45 milhões entre 2009 e 2012 para a RockStar e que apresentou e-mails com notas fiscais e contratos de patrocínios superfaturados. A CCR informou que os contratos com a RockStar foram devidamente contabilizados e que os fatos apontados são alvo de investigação interna.

Quanto a Ecorodovias, a empresa também entrou no radar da Lava Jato após a Polícia Federal e o Ministério Público deflagrarem, no fim de fevereiro, uma investigação de casos suspeitos de corrupção ligados à gestão de concessões rodoviárias no Paraná. Há indicações de pagamentos sem causa para a companhia. A Ecorodovias nega seu envolvimento no caso.

Salomão afirma que a CCR é uma oportunidade de preço, mas que não vê nenhum motivo para comprar as ações da companhia que não seja para especulação. As manchetes de jornais vão dizer muito mais do que o valuation dela, justifica.

A mesma avaliação é aplicada para as ações da Ecorodovias. É hora de esperar a investigação. Se comprar, que seja bem pouquinho, um dinheiro que você ão vá ficar triste se perder, afirma Salomão.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212