Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Vazamentos podem ter motivado destruição de provas, diz procurador da Lava Jato - Jornal Brasil em Folhas
Vazamentos podem ter motivado destruição de provas, diz procurador da Lava Jato


Os sucessivos vazamentos de informações sob sigilo da Operação Lava Jato já prejudicaram as investigações e podem ter resultado na destruição e ocultamento de provas, disse hoje (4) o procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima, ao ser questionado durante entrevista à imprensa na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. O procurador deu entrevista para explicar a 24º fase da Operação Lava Jato, deflagrada hoje (4).

“O vazamento pode ter sido a origem do que nós comprovamos hoje ter sido a destruição de provas e ocultamento de documentos. Nesse momento, vamos apurar todos os vazamentos e identificar os responsáveis”, disse o procurador durante entrevista coletiva sobre a nova fase da Lava Jato, chamada Operação Aletheia. “Houve prejuízo à invesitgação da Polícia Federal”, afirmou o procurador a jornalistas.

A força-tarefa da Lava Jato investiga também os indícios de que a deflagração da Operação Aletheia tenha previamente vazado para jornalistas e blogueiros, o que prejudicou os cumprimentos dos mandados pela PF, por se tratarem de ações de alta sensibilidade social. Um dos alvos da operação desta sexta-feira é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi levado para prestar depoimento no escritório da PF no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Lula cobrava mais que FHC

O sigilo das investigações foi a razão dada pelo procurador para não detalhar os valores precisos dos pagamentos feitos pelas palestras do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que são investigados na Operação Aletheia. Ao ser questionado, Lima respondeu que palestras são bens imateriais, de difícil valoração, mas que Lula cobrava valores, aparentemente superiores, do que os cobrados pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Segundo o procurador, Lula recebeu cerca de R$ 20 milhões em doações para o Instituto Lula e cerca de R$ 10 milhões por palestras. Os pagamentos foram feitos por construtoras investigadas pela Lava Jato e a Polícia Federal apura os pagamentos.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio entrega título de Cidadã Goiana a cantora Joelma
Fundo Nacional do Idoso é aprovado na Câmara
Aval do TCU é suficiente para cessão onerosa, dizem técnicos da Corte
Acordo possibilitará investimentos privados em segurança pública
Vazamento de óleo afetará reprodução da fauna em mangue, diz ONG
Temer e Bolsonaro lamentam tragédia em Campinas
Jungmann coloca PF à disposição para apuração de caso de Campinas
Ministro da Cultura inicia comemorações aos 200 anos da independência

MAIS NOTICIAS

 

Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
 
 
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
 
 
Diálogo Brasil debate projeto Escola sem Partido
 
 
Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social
 
 
Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus
 
 
ONG homenageia policiais militares mortos no estado do Rio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212