Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 UemaSul amplia quadro de professores com editais para concurso público - Jornal Brasil em Folhas
UemaSul amplia quadro de professores com editais para concurso público


Parte fundamental para a consolidação, fortalecimento e expansão da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UemaSul), o Governo do Estado abriu editais para contratação de professores na região. O aumento do quadro de docentes era uma reivindicação antiga, desde o período antes da criação da UemaSul, ainda como UEMA. Atualmente existem 30 vagas abertas em cinco editais.

Em 15 anos, nunca tinha sido realizado um concurso para servidor efetivo e agora, em 2018, foram abertas 39 vagas com o lançamento de oito editais que contemplaram todos os centros da universidade. Dos oito editais, cinco ainda estão com inscrições abertas.

“Para o campus Imperatriz, foram 19 vagas divididas para o Centro de Ciências Agrárias; Centro de Ciências Humanas, Sociais e Letras; além do Centro de Ciências Exatas, Naturais e Tecnológicas. Serão também 10 vagas para o campus de Açailândia e 10 vagas para o campus que estamos implantando em Estreito”, explicou o vice-reitor Expedito Barroso.

Na ausência de inscrições para as vagas de doutor, será realizada a reabertura das inscrições aceitando a titulação de mestre. A remuneração inicial pode chegar até R$ 8.236,22 em início de carreira e todos os editais estão disponíveis no site www.uemasul.edu.br/concursos.

No Plano de Desenvolvimento Institucional elaborado pela UemaSul para o quadriênio 2017-2021, a previsão é de aumento em 50% no quadro de professores efetivos. Com as vagas abertas este ano, essa meta já fica próxima de ser alcançada, porque representará um aumento de 30% dos professores efetivos. “Possivelmente serão mais 39 professores doutores em nosso quadro, o que terá impacto direto no desenvolvimento do ensino, da pesquisa e da extensão”, comentou a reitora Elizabeth Nunes Fernandes.

Para a acadêmica Daniela Amaral, do curso de Letras, no campus Açailândia, o momento é de grande expectativa em relação à chegada dos primeiros professores efetivos. “Eu acredito que seja um bom avanço, porque assim a gente consegue ter um ensino de qualidade. Temos bons professores substitutos, que nos ajudam a desenvolver projetos, mas, como eles têm um contrato por tempo limitado, muitas vezes eles têm que deixar os projetos e até as aulas pela metade, sem contar que para ter financiamentos ou bolsas de pesquisa ou extensão é obrigatório que sejam professores efetivos”, declarou a estudante.

 

Últimas Notícias

Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212