Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Dinamarca vai enviar 400 militares para o Iraque e sete caças para a Turquia - Jornal Brasil em Folhas
Dinamarca vai enviar 400 militares para o Iraque e sete caças para a Turquia


A Dinamarca vai reforçar a sua participação na coligação internacional que combate o grupo extremista Estado Islâmico, com o envio de 400 militares e oito aviões para o Iraque e a Turquia, anunciou hoje o governo.

Os aviões – sete caças F-16 e um avião de carga – vão para a base na Turquia para bombardear alvos na Síria e no Iraque, enquanto as tropas serão destacadas para o Iraque, disse o primeiro-ministro, Lars Lokke Rasmussen.

“O governo quer intensificar o combate contra a organização terrorista Estado Islâmico. Enviar homens e mulheres é uma decisão séria, por isso posso assegurar que o projeto do governo obteve amplo apoio dos partidos do Parlamento”, acrescentou em comunicado divulgado após uma reunião da comissão parlamentar de Negócios Estrangeiros. A proposta deve ser votada no dia 19 de abril.

A Dinamarca já integra a coligação internacional mas, até o momento, apenas interveio no Iraque, onde manteve sete caças F-16 durante um ano, entre o segundo semestre de 2014 e o segundo semestre de 2015.

Atualmente, 120 soldados dinamarqueses estão na base aérea Al-Asad, no Iraque, em missão de treinamento de militares iraquianos e curdos.

O novo contingente deve entrar em ação em meados de 2016, mas o período que as tropas ficarão no Iraque não foi especificado.

“Isso não quer dizer que os soldados dinamarqueses vão combater diretamente. Mas podem sofrer ataques e por isso terão um mandato amplo”, disse o chefe da diplomacia dinamarquesa, Kristian Jensen.

A decisão tomada é “uma resposta a um pedido dos Estados Unidos e a sequência natural” do envolvimento dinamarquês na coligação depois da retirada dos F-16, no ano passado, disse o porta-voz do ministro, Lars Peter Levy.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212