Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Para EUA, Rússia é responsável por envenenamento de ex-espião russo - Jornal Brasil em Folhas
Para EUA, Rússia é responsável por envenenamento de ex-espião russo


A Rússia é responsável pelo envenenamento de um ex-espião russo no Reino Unido, afirmou nesta quarta-feira (14) a embaixadora dos Estados Unidos, Nikki Haley, durante uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU convocada por Londres.

Os Estados Unidos acreditam que a Rússia é responsável pelo ataque a duas pessoas no Reino Unido, utilizando um gás nervoso de grau militar, disse a diplomata, que é a primeira funcionária americano a acusar Moscou.

Em 4 de março, o ex-espião Serguei Skripal, de 66 anos, e seu filha Yulia, de 33, foram envenenados com gás nervoso na cidade de Salisbury. Ambos estão em estado crítico.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pressionou a Rússia a dar respostas, mas não sugeriu que Moscou tivesse envolvimento com a tentativa de assassinato.

O embaixador da Rússia repetiu na reunião que Moscou não está envolvida e sugeriu que o ataque foi uma provocação para empanhar a imagem de seu país ante a Copa do Mundo e as eleições.

A Rússia não teve nada a ver com este incidente, disse Vassily Nebenzia. Não temos nada a temer, nada a esconder, acrescentou.

Haley disse que Moscou deve responsabilizar-se por suas ações, disse Haley na referência a Moscou. Se não tomarmos medidas concretas imediatas para resolver esse agora, Salisbury não será o último lugar onde vemos armas químicas, advertiu Haley, enfatizando que não se trata de um caso isolado.

O Reino Unido convocou a reunião do Conselho para somar apoio contra a Rússia pelo ataque que foi patrocinado pelo Estado russo, havia dito antes da reunião o embaixador adjunto britânico, Jonathan Allen.

Assim como os Estados Unidos, o embaixador da França, François Delattre, expressou durante a reunião o apoio pleno e completa solidariedade da França com o Reino Unido, embora não tenha apontado Moscou diretamente.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, expulsou nesta quarta-feira a 23 diplomatas russos e suspendeu as comunicações de alto nível, após considerar que Moscou é culpado pelo envenenamento do ex-espião.

Moscou negou estar envolvido no ataque e advertiu que responderá à expulsão de seus diplomatas.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212