Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Metrô de Brasília circula com vagão com tema sobre Fórum Mundial da Água - Jornal Brasil em Folhas
Metrô de Brasília circula com vagão com tema sobre Fórum Mundial da Água


Na semana do 8º Fórum Mundial da Água, o Metrô do Distrito Federal (DF) decidiu prestar uma homenagem, caracterizando um de seus vagões com informações sobre a importância da água. A medida tem por objetivo promover a conscientização do uso sustentável da água e o papel do Parque Nacional de Brasília na sua preservação.

Em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a Embaixada do Canadá e a ONU Meio Ambiente, o Metrô-DF lançou um vagão adesivado, trazendo em forma de arte os importantes elementos da fauna e flora do Cerrado.

A representante da ONU Meio Ambiente, Denise Hamú, disse que o mundo já enfrenta “uma crise hídrica sem precedentes” e que até 2050 3 bilhões de indivíduos viverão em áreas com escassez severa de água, seja por causa das mudanças do clima, poluição, degradação ambiental, superexploração das reservas subterrâneas, falta de saneamento ou uso ineficiente da água”.

Segundo ela, o vagão do metrô caracterizado com temas ambientais e sobre o uso racional da água convida os “brasilienses e visitantes da capital federal a refletir sobre o que cada um pode fazer para contribuir com a conservação dos parques nacionais e a preservação dos recursos hídricos para as futuras gerações”.

O vagão mostra fotos do Parque Nacional de Brasília, também conhecido como Água Mineral, administrado pelo ICMBio, que abriga mais de 20 espécies ameaçadas de extinção e protege mananciais que abastecem 25% da população do DF e 75% no Plano Piloto, área residencial e comercial de Brasília.

“A unidade de conservação nasceu da necessidade de proteger os rios fornecedores de água potável à Capital Federal e manter a vegetação em estado natural”, disse Juliana Alves, chefe do Parque Nacional de Brasília.

Segundo Juliana, além do serviço ecossistêmico prestado, o parque também é um importante espaço de lazer para os moradores da cidade e de contato com a natureza. De acordo com ela, em 2017, o parque recebeu mais 222 mil pessoas, sendo a 9ª unidade de conservação mais visitada do ano no Brasil.

Edição: Maria Claudia

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212