Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Câmara aprova urgência para Sistema Único de Segurança Pública - Jornal Brasil em Folhas
Câmara aprova urgência para Sistema Único de Segurança Pública


O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (14), por 343 votos a 8, o regime de urgência para o Projeto de Lei 3734/12, do Poder Executivo, que cria o Sistema Único de Segurança Pública (Susp) e a Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, com a finalidade de proteger a pessoa e seu patrimônio por meio da atuação conjunta, coordenada, sistêmica e integrada dos sistemas de segurança, em articulação com a sociedade.

A proposta foi defendida pelo deputado Major Olimpio (SD-SP). “Se não tivermos linhas mestras para a segurança pública, nada será edificado neste setor”, afirmou.

Já o deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS) disse que o Sistema Único de Segurança Pública é a primeira fase de um debate que deve envolver outras áreas. “Nós temos de aprofundar os debates sobre penas, presídios e segurança pública ostensiva”, declarou.

A bancada do PT manifestou-se contra a urgência. O deputado Carlos Zarattini (PT-SP) afirmou que o texto não foi amplamente discutido nem distribuído pelo relator, deputado Alberto Fraga (DEM-DF). Fraga, no entanto, rebateu as críticas e disse que distribuiu a primeira versão do relatório na semana passada. “Fui pessoalmente às bancadas, apresentei o texto na semana passada e pedi as sugestões. Precisamos honrar os acordos”, disse.

Grupo de trabalho
O deputado Paulo Teixeira (PT-SP) afirmou que a proposta deveria ser discutida pelo grupo de trabalho que vai analisar projetos de parlamentares sobre segurança pública. “O texto precisa passar por um debate profundo, não podemos aprovar a urgência de um projeto sobre o qual não tem acordo. Defendemos o adiamento por uma semana, porque hoje foi a primeira reunião do grupo de trabalho sobre segurança pública”, disse.

Já o deputado Celso Russomanno (PRB-SP) esclareceu que o sistema único de segurança pública não está no escopo do grupo de trabalho criado para discutir o tema.
Reportagem – Eduardo Piovesan e Carol Siqueira
Edição – Pierre Triboli

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212