Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Ex-presidente da África do Sul Jacob Zuma será processado por corrupção - Jornal Brasil em Folhas
Ex-presidente da África do Sul Jacob Zuma será processado por corrupção


O ex-presidente sul-africano Jacob Zuma será julgado por corrupção em um caso de contrato de armamento com indústrias estrangeiras que remonta aos anos 1990, anunciou nesta sexta-feira a procuradoria.

Há motivos razoáveis para pensar que as ações judiciais contra Zuma darão resultados, declarou o procurador-geral Shaun Abrahams em coletiva de imprensa em Pretória.

A justiça suspeita que Zuma cobrou propinas em um contrato de armamento de 5,16 bilhões de dólares, assinado em 1999 pela África do Sul com várias empresas estrangeiras, entre elas a francesa Thalès. Na ocasião, era vice-presidente do país.

O ex-presidente será julgado por fraude e corrupção.

A procuradoria-geral disse que a filial local de Thales também será julgada ao mesmo tempo que o ex-presidente.

A empresa Thales não quis fazer comentários.

Em 2005, o ex-conselheiro financeiro de Zuma, Schabir Shaik, foi condenado a 15 anos de prisão por obter propinas.

O presidente Thabo Mbeki aproveitou a ocasião para demitir seu adversário Zuma, acusado por corrupção.

As ações judiciais foram anuladas por ausência de provas e Zuma obteve sua revanche política no final de 2007, tirando Mbeki da presidência do partido ANC.

Sua alegria durou pouco, pois dez dias depois a justiça voltou a indiciá-lo.

Mais uma vez, a justiça decidiu, em 2008, invalidar o processo questões técnicas.

Meses depois, Zuma foi eleito presidente e o caso pareceu definitivamente enterrado.

Mas o principal partido opositor, Aliança Democrática (DA), conseguiu pressionar os magistrados encarregados do caso graças a gravações telefônicas.

Em 2016, a justiça ordenou o restabelecimento do caso contra Zuma.

Zuma, debilitado por vários escândalos de desvios de recursos públicos, anunciou em um discurso televisionado à nação que havia tomado a decisão de se renunciar ao cargo, embora estivesse em desacordo com a direção de seu partido.

O ex-sindicalista e empresário Cyril Ramaphosa assumiu o lugar de Zuma, de 75 anos e estava no poder desde 2009.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212