Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Educação Integral e Integrada vai atender mais de 167 mil estudantes em 2018 - Jornal Brasil em Folhas
Educação Integral e Integrada vai atender mais de 167 mil estudantes em 2018


A política da Educação Integral e Integrada vem se fortalecendo cada vez mais na rede estadual de ensino mineira. Prova disso é que a cada ano o número de escolas beneficiadas pela iniciativa vem aumentando.

Em 2017 foram atendidas 2.158 escolas, beneficiando cerca de 150 mil alunos. Já este ano serão 2.253 escolas e mais de 167 mil estudantes beneficiados. As aulas da Educação Integral e Integrada para os alunos do ensino fundamental terão início no dia 2 de abril. No ensino médio as atividades começaram em fevereiro.
Atividades terão início em abril. Crédito: Eric Abreu ACS/SEE

“O número de escolas atendidas este ano corresponde a todas as escolas que pediram no Plano de Atendimento para ofertar a iniciativa. Não deixamos nenhuma escola de fora. Isso comprova o quanto nos é preciosa a pauta da Educação Integral”, destaca a coordenadora de Educação Integral e Integrada da Secretaria de Estado de Educação, Cecília Resende.

Segundo Cecília, o número de alunos que serão atendidos representa um aumento de mais de 17 mil vagas. “Isso mostra que, mesmo em um momento difícil para o Estado, estamos fazendo um investimento poderoso na Educação Integral”, diz a coordenadora.

A iniciativa será realizada em escolas de todas as 47 Superintendências Regionais de Ensino (SREs) e para este ano traz novidades, como explica Cecília Resende. “A grande mudança não está na execução, mas na proposta educativa que se aproxima da proposta do ensino médio. Estamos fazendo um convite às escolas para criarem diálogos abertos com a cidade e para utilizarem a pesquisa e a intervenção como forma de os estudantes aprenderem a resolver os problemas da sua comunidade, propondo soluções coletivas”.

A secretaria também enviará cadernos orientadores para auxiliar no trabalho que será realizado. “Inicialmente, entregaremos cadernos orientadores do fazer pedagógico de cada macrocosmo. Os cadernos de acompanhamento pedagógico e o de esporte e lazer devem ser enviados até o final de março”, conclui a coordenadora.

Documento orientador

A secretaria encaminhou para as escolas o “Documento Orientador das ações pedagógicas da Educação Integral e Integrada de Minas Gerais no Ensino Fundamental”. Nele estão contidas todas as orientações para a oferta da política para as escolas das unidades socioeducativas, escolas do campo, escolas indígenas e escolas quilombolas.

O documento também apresenta a organização dos Polos de Educação Integral e Integrada, com atendimento nos diversos espaços disponíveis na cidade e nas comunidades, através dos parceiros e instituições públicas e privadas do entorno e que terão continuidade em 2018.

Designação

De 26 a 30 de março, as escolas estarão organizando seu quadro de pessoal e realizando designações de profissionais para atuar na iniciativa. As designações serão realizadas nas escolas que ofertam a Educação Integral e Integrada.

A designação é uma forma de preencher interinamente os cargos para garantir o funcionamento das escolas estaduais, conforme o artigo 10 da Lei 10254/1990. O processo é essencial na preparação da rede pública para o início do ano letivo.

Educação Integral e Integrada no ensino médio

As aulas da Educação Integral e Integrada para alunos do ensino médio tiveram início no dia 19 de fevereiro. Neste ano, 79 escolas da rede estadual de ensino ofertam a iniciativa. São beneficiados cerca de 19 mil estudantes.

Em Minas Gerais, o Ensino Médio Integral e Integrado começou a ser ofertado em agosto de 2017 em 44 escolas estaduais que aderiram e corresponderam aos critérios estabelecidos na portaria 1.145/2016, do Ministério da Educação, que instituiu o Programa de Fomento à Educação em Tempo Integral.

O currículo é constituído de duas partes – formação básica, que compreende as temáticas de cada área do conhecimento indicadas na Base Nacional Comum Curricular, e flexível, de acordo com três campos de integração: Cultura, Artes e Cidadania; Múltiplas Linguagens; Comunicação e Novas Mídias e Pesquisa e Inovação Tecnológica e ainda com a oferta de pelo menos um curso técnico à escolha dos estudantes.

As ações de Educação Integral e Integrada buscam implementar formação em diversas áreas, como esporte, artes plásticas, dança, música, teatro, informática, que complementem o conhecimento tradicional acessado pelo estudantes, por meio da ampliação da jornada escolar. Neste sentido, o território e a comunidade escolar são importantes atores.

 

Últimas Notícias

Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar
Conselho Europeu aceita prorrogar saída do Reino Unido para maio
Brasil e Chile assinarão acordo para troca de informações

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212