Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Documento cobra projetos para segurança pública e investimentos da União - Jornal Brasil em Folhas
Documento cobra projetos para segurança pública e investimentos da União


Combate às organizações criminosas - por meio do compartilhamento entre os Estados e a União do banco de dados de facções, e a cobrança para que a União assuma a responsabilidade pela fronteira brasileira, tirando o ônus dos Estados sobre a segurança que deveria ser de responsabilidade de forças federais, foram alguma das propostas encaminhadas após a reunião do Colégio Nacional dos Secretários de Segurança Pública (Consesp), realizado nesta quinta-feira (15.03), em Brasília.

Eles votaram o encaminhamento do ofício 397/2018 ao ministro extraordinário de Segurança Pública, Raul Jungmann, com dezenas de proposituras para o setor. O ministro, que havia convocado os 27 secretários de todo o Brasil para discutir segurança pública, de última hora desmarcou o encontro para ir ao Rio de Janeiro, devido ao assassinato da vereadora Marielle Franco, do Rio de Janeiro.

O secretário Nacional de Segurança Pública, general-de-divisão do Exército Carlos Alberto dos Santos Cruz, recebeu e debateu as demandas do Consesp. A reunião foi realizada no Centro Integrado de Comando e Controle da Secretaria de Segurança do Distrito Federal.

Além disso, os secretários querem participação mais ativa nos projetos que tramitam no Congresso Nacional sobre o assunto, como a criação do Sistema Único de Segurança Pública (Susp) por meio do projeto 3734/2012, que deve ser votado na próxima semana na Câmara. A matéria já tramita sob regime de urgência na Casa.

Os secretários também cobraram a definição dos municípios nas atividades de prevenção em segurança pública, aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 395/2017 instituindo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Segurança Pública prevendo financiamento direto, fundo a fundo, com transferência direta aos Estados com percentual de repasse nos moldes do SUS e do Fundeb.

O Consesp ainda cobrou a urgência na aprovação da PLS 248/2017, que destina percentual de arrecadação bruta mensal das loterias federais para os fundos de segurança pública, alterando percentual mínimo de 2% para 10%, além de ser vedado contingenciamento ou apropriação pelo caixa único do Tesouro Estadual.

O secretário de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso, Gustavo Garcia, lembrou que o Governo Federal precisa assumir suas responsabilidades junto às fronteiras do país, já que essa atribuição tem sido assumida sozinha pelos estados. No Estado, o Grupo Especial de Fronteira (Gefron) é responsável pelo patrulhamento de quase 1000 km entre Mato Grosso e a Bolívia.

“Precisamos discutir com a União as atribuições com as nossas fronteiras, cobrar mais investimentos. O ministério de Segurança Pública precisa ouvir as proposituras do Consesp na tomada de decisões. Nós estamos na ponta no combate ao tráfico de drogas e de armas”, destacou.

O presidente do Consesp e secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Miller, lembrou que a Polícia Federal está com 3 mil homens a menos do que tinha há 10 anos. “Há um custo muito alto e precisamos da colaboração da União. É de competência do Governo Federal investir na Polícia Federal e na Polícia Rodoviária Federal”.

Outra cobrança feita no ofício é a sistematização, de forma padronizada, e divulgação pelo Governo Federal de dados estatísticos sobre crime e violência, anualmente, a partir de dados oficiais fornecidos pelos Estados e Distrito Federal.

“As estatísticas são feitas com metodologias de forma diferentes pelos Estados e são divulgados por entidades que recebem recursos do Ministério da Justiça para bombardear os estados. Pedimos que o Ministério assuma essa função. Os estados do Nordeste estão sangrando tido como os mais violentos do país, sendo que somam várias cidades como se fossem uma só”, reclamou o titular da Secretaria de Segurança Pública da Bahia, Maurício Teles Barbosa.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212