Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Convênio vai permitir escrituração de 25 mil casas em Cuiabá - Jornal Brasil em Folhas
Convênio vai permitir escrituração de 25 mil casas em Cuiabá


Após esperar por 38 anos, Neuza Dias Velasco, 71 anos, recebeu a escritura definitiva de sua casa, localizada no bairro CPA. Ela conta que sempre teve vontade regularizar a documentação do imóvel, mas esbarou nas questões financeiras. Como a família Velasco, outras 25 mil passam pela mesma situação na Capital e agora, serão beneficiadas com o programa “Endereço Certo”, desenvolvido pelo governo estadual em parceria com as prefeituras.

O presidente da Associação de Moradores do CPA 1, Gonçalo Ferreira de Arruda, explica que a ação vai fomentar a comunidade inteira. Ele relata que o custo para se escriturar uma casa gira em torno de R$ 9 mil. “E muito dinheiro para aposentados e chefes de famílias. Alguns pensavam em pegar empréstimo no banco para isto. Agora, eles vão poder pagar um valor acessível pelo documento e utilizar o bem para financiamentos bancários, mas com objetivo de melhorar as casas e até mesmo abrir empreendimentos”.

Para que os moradores dos imóveis sejam beneficiados é necessária a assinatura de um convênio com a gestão municipal e no caso de Cuiabá, a parceria foi fechada nesta sexta-feira (16.03) com a Agência de Fomento do Estado – Desenvolve MT, responsável pela administração da carteira de imóveis construídos pela extinta Companhia de Habitação do Estado (Cohab), que criou o programa Endereço Certo para promover a regularização fundiária.

Agora, o próximo passo é a prefeitura aprovar junto a Câmara de Vereadores uma lei para a redução do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e das taxas do cartório. Apenas na Capital, 30 residenciais da Cohab serão beneficiados.

Parceria e redução de custos

O presidente da Desenvolve MT, José Adolpho Vieira, relata que o trabalho conjunto é essencial e o governo está obtendo apoio em vários municípios. Em Rondonópolis, a prefeitura já autorizou a liberação de 6 veículos e 36 servidores para o processo e pretende liberar todas as escrituras em menos de dois meses. Lá, 2.475 casas serão legalizadas.

Em Várzea Grande, os vereadores aprovaram o desconto de 50% no valor do imposto e em Guiratinga, os moradores pagaram cerca de R$ 40 para ter a escritura.

Para o prefeito de Cuiabá Emanoel Pinheiro, a entrega da escritura é uma ação de inclusão social. “Em torno de 50% das famílias de Cuiabá não possuem a escritura do imóvel e vivem na insegurança, muitas vezes de contratos de gaveta”.

O governador Pedro Taques deu ênfase ao trabalho conjunto com os municípios, cartórios, Tribunal de Justiça e líderes comunitários. Na opinião dele, a legalização do imóvel dá a oportunidade das famílias desfrutarem da cidadania. “Ter a escritura é como receber uma certidão de nascimento. Dá a certeza de que se tem um lugar definitivo para morar”.

Mais de 42 mil famílias serão beneficiadas em 39 municípios de Mato Grosso pelo programa “Endereço Certo”. O objetivo é atender as pessoas que adquiriram a casa por meio da Cohab, extinta em 1996.

Caravana

Durante a assinatura do convênio, o governador pediu o apoio de líderes comunitários, vereadores e do prefeito para a Caravana da Transformação, que será realizada entre os dias 16 de abril e 10 de maio, na Arena Pantanal, em Cuiabá.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212