Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Vila Cidadã poderá ser visitada até 23 de março - Jornal Brasil em Folhas
Vila Cidadã poderá ser visitada até 23 de março


Com expectativa de receber 30 mil pessoas durante o 8º Fórum Mundial da Água, a Vila Cidadã é o espaço do encontro internacional aberto à população. Até 23 de março, ela ficará montada no estacionamento do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Inaugurado neste sábado (17) pelo governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, o local abrirá diariamente, das 9 às 21 horas.

“Quero convidar todos a passarem pela Vila Cidadã, para termos uma postura mais responsável e, assim, nossos descendentes terem água de qualidade à disposição.”

Segundo o presidente do Conselho Mundial da Água, Benedito Braga, esse é o primeiro fórum com tanto espaço aberto para a população.

O diretor-presidente da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do DF (Adasa), Paulo Salles, considerou que o encontro foi “aberto pela porta certa, a da cidadania”.

Distribuídos em uma área de 10 mil metros quadrados, entre os atrativos estão simulações da missão brasileira na Antártida e degustação de sucos naturais.

O casal formado pelo analista de sistemas Vasco Braga, de 42 anos, e pela bancária Cássia Porto, de 40, aproveitou o sábado para levar os filhos Giovanni Paolo, de 4 anos, e Pedro, de 4 meses.

“Logo que soube do fórum e que era algo mundial, fiquei interessado. Quero que meus filhos aprendam sobre o uso consciente da água”, disse Vasco. “E que o Giovanni possa ‘voar’ de asa-delta”, completou Cássia.

Escolas da rede pública também marcaram presença. Todos que chegavam recebiam uma explicação sobre a água, dada por servidores da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) no Expresso Ambiental, ônibus da companhia adaptado para ações de conscientização.

Dentro da Vila, os garotos passearam pelas atrações. “Tudo foi muito legal”, sintetizou Matheus Felipe Silva Lima, de 6 anos, estudante do primeiro ano da Escola Classe 403 Norte.

Para ter acesso, basta se credenciar no site do fórum. O registro pode ser feito no local, mas, de acordo com a organização, o envio antecipado dos dados ajuda a evitar filas.

No Espaço Criança Candanga, do governo de Brasília, estão previstas atividades voltadas aos públicos infantil e jovem. Entre elas estão oficinas de serigrafia e pintura em tela e de robótica sustentável e instrumentos musicais reciclados.

Para conscientizar os visitantes sobre o perigo de beber e dirigir, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) estará com um circuito em que será possível simular embriaguez.

Uma área de 2,7 mil metros quadrados foi ocupada pelo movimento brasileiro Green Nation, com ambientes e atividades interativas e sensoriais.

Fórum Mundial da Água 2018

O percurso gratuito conta com atrações como asas-deltas, em que o visitante poderá, por meio de um simulador, voar por diversos locais do País em que a água é protagonista.

Também fazem parte oficinas, festival multimídia, mostra de cinema e contação de histórias.

O Cinema Cidadão exibirá filmes nacionais e internacionais sobre o tema água, para crianças e adultos. Já o espaço Arena das Águas abrigará conferências, talk shows e apresentações.

Bate-papos ocorrerão todos os dias sobre diferentes temas. Neste domingo (18), às 14h30, a conversa será sobre a crise hídrica pela qual Brasília passa.

Apresentações culturais animarão a Vila Cidadã, com artistas como o mímico Miqueias Paz e o cantor Jorge Mautner.

A programação completa está no site do fórum ou no do governo de Brasília.
O que é o Fórum Mundial da Água

Criado em 1996 pelo Conselho Mundial da Água, o fórum foi idealizado para estabelecer compromissos políticos acerca dos recursos hídricos. A oitava edição ocupará o Mané Garrincha, com a Vila Cidadã, e o Centro de Convenções Ulysses Guimarães, a partir de amanhã (18), onde se concentrarão as palestras e os painéis.

Em Brasília, ele é organizado pelo Conselho Mundial da Água, pelo governo local — representado pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do DF (Adasa) — e pelo Ministério do Meio Ambiente, por meio da Agência Nacional de Águas (ANA).

O fórum ocorre a cada três anos e já passou por: Daegu, Coreia do Sul (2015); Marselha, França (2012); Istambul, Turquia (2009); Cidade do México, México (2006); Kyoto, Japão (2003); Haia, Holanda (2000); e Marrakesh, no Marrocos (1997).

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212