Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Trabalhadores da Vila Kennedy terão cursos de capacitação em quatro áreas - Jornal Brasil em Folhas
Trabalhadores da Vila Kennedy terão cursos de capacitação em quatro áreas


A prefeitura do Rio de Janeiro anunciou hoje (20) mais uma ação na Vila Kennedy, na zona oeste da cidade: a criação de cursos de capacitação para feirantes e barraqueiros, cabeleireiras e manicures. Para dar tranquilidade aos moradores, a comunidade está ocupada por tropas do Exército desde fevereiro, quanto teve início a intervenção federal na segurança do estado. As ações são feitas durante o dia. À noite e durante a madrugada, a Polícia Militar (PM) faz o policiamento ostensivo e repressivo na comunidade.

No último fim de semana, o prefeito Marcelo Crivella distribuiu licenças e regularizou a situação dos 49 comerciantes da Praça Miami, que tiveram os quiosques destruídos em uma ação muito criticada da Secretaria Municipal de Ordem Pública. Agora, estão sendo oferecidos cursos da Vigilância Sanitária de capacitação e qualificação para feirantes e barraqueiros da região. Após os cursos, já com mais de 250 inscritos, as pessoas que trabalham com alimentos e como cabeleireiros e manicures receberão certificado e licenciamento sanitário para exercer legalmente suas atividades.

Crivella anunciou que a prefeitura vai abrir uma linha de crédito para quem pretende ter o próprio salão de beleza. “A gente tem que apoiar essas pessoas guerreiras que sonham ter seu negócio e que precisam do curso da Vigilância Sanitária para que, quando estiverem fazendo unha ou cortando cabelo, não espalhem doenças, nem façam nada que seja insalubre”, afirmou.

O prefeito reafirmou que a Vila Kennedy é prioridade e disse que deseja transformar a comunidade em modelo. “Estamos trazendo cursos para as pessoas terem empregabilidade, estamos trazendo ajuda para elas começarem seu negócio. A presença das Forças Armadas aqui ajuda muito, porque traz estabilidade. Vamos asfaltar ruas, melhorar a iluminação e limpar o Rio Sardinha. E, sobretudo, as duas praças, que são compromissos nossos.”

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212