Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 História de famílias pioneiras de Cuiabá serão catalogadas em site - Jornal Brasil em Folhas
História de famílias pioneiras de Cuiabá serão catalogadas em site


A história das primeiras famílias que contribuíram para a colonização de Cuiabá será catalogada pelo Governo do Estado em comemoração aos 300 anos da Capital. A ação faz parte do projeto “Famílias Pioneiras – Cuiabá 300 Anos”, coordenado pelo Núcleo de Ações Voluntárias (Nav), por meio da Comissão Estadual Cuiabá 300 anos.

A plataforma digital será lançada nesta segunda-feira (19.03), às 19h30, na antiga Casa dos Governadores, no centro de Cuiabá. Na mesma data também será eleita a nova diretoria do Muxirum Cuiabano, movimento criado na década de 90 na capital para difundir e fortalecer as tradições cuiabanas.

Serão mapeadas as famílias que chegaram à capital mato-grossense no período colonial, a partir do ano de 1.700, até a divisão do Estado, em 1.977. Além dos registros bibliográficos e documentos históricos e públicos, a pesquisa terá um site que receberá a contribuição de familiares e pesquisadores, com a doação de publicações e documentos pessoais que relatem a trajetória dessas famílias no Estado.

A pesquisa será coordenada pela escritora, historiadora e membro do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso, Neila Barreto, com a colaboração do professor Ernani Calhao, coordenador da Comissão das Famílias Pioneiras.

Segundo Neila, o mapeamento foi dividido em três partes, tomando como base a família-tronco, conhecida também como “chegantes”. “Os chegantes são famílias que aqui chegaram e contribuíram na formação da cidade e no seu desenvolvimento.Também estudaremos as ramificações dessas famílias”, explica.

A professora ressalta que o estudo é importante para as futuras gerações mato-grossenses. “A nova geração precisa conhecer a história das famílias pioneiras de Cuiabá e o Instituto Histórico está presente para colaborar com as publicações, gerando conhecimento à nossa população.”

Lázaro Papazian, o Chau, montou a primeira loja de fotografia em Cuiabá

Segundo a coordenadora geral da Comissão Estadual Cuiabá 300 anos, Cely Almeida, o resultado da pesquisa será transformado em três mil livros, que serão distribuídos em todo estado, além de subsidiar a comenda “Tricentenário de Cuiabá – Famílias Pioneiras”.

“A pedido da pesquisa partiu do governador Pedro Taques, que é um cuiabano nato parte de uma família tradicional, deixando um legado da história dos migrantes para Cuiabá. Este projeto vai trabalhar a memória e história, mapeando as famílias que chegaram a Cuiabá entre o período colonial e a divisão do estado, em 1977. Essa pesquisa não para por aí. Os próximos governantes podem dar continuidade, mapeando desde a divisão até os dias de hoje”.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio entrega título de Cidadã Goiana a cantora Joelma
Fundo Nacional do Idoso é aprovado na Câmara
Aval do TCU é suficiente para cessão onerosa, dizem técnicos da Corte
Acordo possibilitará investimentos privados em segurança pública
Vazamento de óleo afetará reprodução da fauna em mangue, diz ONG
Temer e Bolsonaro lamentam tragédia em Campinas
Jungmann coloca PF à disposição para apuração de caso de Campinas
Ministro da Cultura inicia comemorações aos 200 anos da independência

MAIS NOTICIAS

 

Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
 
 
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
 
 
Diálogo Brasil debate projeto Escola sem Partido
 
 
Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social
 
 
Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus
 
 
ONG homenageia policiais militares mortos no estado do Rio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212