Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 História de famílias pioneiras de Cuiabá serão catalogadas em site - Jornal Brasil em Folhas
História de famílias pioneiras de Cuiabá serão catalogadas em site


A história das primeiras famílias que contribuíram para a colonização de Cuiabá será catalogada pelo Governo do Estado em comemoração aos 300 anos da Capital. A ação faz parte do projeto “Famílias Pioneiras – Cuiabá 300 Anos”, coordenado pelo Núcleo de Ações Voluntárias (Nav), por meio da Comissão Estadual Cuiabá 300 anos.

A plataforma digital será lançada nesta segunda-feira (19.03), às 19h30, na antiga Casa dos Governadores, no centro de Cuiabá. Na mesma data também será eleita a nova diretoria do Muxirum Cuiabano, movimento criado na década de 90 na capital para difundir e fortalecer as tradições cuiabanas.

Serão mapeadas as famílias que chegaram à capital mato-grossense no período colonial, a partir do ano de 1.700, até a divisão do Estado, em 1.977. Além dos registros bibliográficos e documentos históricos e públicos, a pesquisa terá um site que receberá a contribuição de familiares e pesquisadores, com a doação de publicações e documentos pessoais que relatem a trajetória dessas famílias no Estado.

A pesquisa será coordenada pela escritora, historiadora e membro do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso, Neila Barreto, com a colaboração do professor Ernani Calhao, coordenador da Comissão das Famílias Pioneiras.

Segundo Neila, o mapeamento foi dividido em três partes, tomando como base a família-tronco, conhecida também como “chegantes”. “Os chegantes são famílias que aqui chegaram e contribuíram na formação da cidade e no seu desenvolvimento.Também estudaremos as ramificações dessas famílias”, explica.

A professora ressalta que o estudo é importante para as futuras gerações mato-grossenses. “A nova geração precisa conhecer a história das famílias pioneiras de Cuiabá e o Instituto Histórico está presente para colaborar com as publicações, gerando conhecimento à nossa população.”

Lázaro Papazian, o Chau, montou a primeira loja de fotografia em Cuiabá

Segundo a coordenadora geral da Comissão Estadual Cuiabá 300 anos, Cely Almeida, o resultado da pesquisa será transformado em três mil livros, que serão distribuídos em todo estado, além de subsidiar a comenda “Tricentenário de Cuiabá – Famílias Pioneiras”.

“A pedido da pesquisa partiu do governador Pedro Taques, que é um cuiabano nato parte de uma família tradicional, deixando um legado da história dos migrantes para Cuiabá. Este projeto vai trabalhar a memória e história, mapeando as famílias que chegaram a Cuiabá entre o período colonial e a divisão do estado, em 1977. Essa pesquisa não para por aí. Os próximos governantes podem dar continuidade, mapeando desde a divisão até os dias de hoje”.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro participa no Chile de Cúpula Presidencial Sul-Americana
Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212