Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Rede defende fim do foro privilegiado e arquivamento do projeto sobre licenciamento ambiental - Jornal Brasil em Folhas
Rede defende fim do foro privilegiado e arquivamento do projeto sobre licenciamento ambiental


O novo líder da Rede, deputado João Derly (RS), afirma que a bancada vai defender o arquivamento do projeto que estabelece a nova Lei do Licenciamento Ambiental (PL 3729/04). O deputado também destacou como prioridade a proposta que põe fim ao foro por prerrogativa de função (PEC 333/17).

No entanto, o líder tem baixas expectativas sobre a votação de Propostas de Emenda à Constituição (PECs) na Câmara dos Deputados até o fim da intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro.

João Derly encerrou sua carreira como judoca em 2012, tendo sido o primeiro brasileiro a conquistar o título mundial de judô na categoria sênior, e está em seu primeiro mandato na Casa. Antes filiado ao PCdoB, o parlamentar mudou para a Rede em 2015.

A Rede vai atuar no combate à corrupção. Um dos eixos é o fim do foro privilegiado, que tem se mostrado um mecanismo que deixa impunes os crimes de colarinho branco. Vamos acompanhar e lutar bastante para votar o texto, dando uma resposta à sociedade. Há também uma proposta que acaba com o auxílio moradia no Judiciário, Executivo e Legislativo (PEC 41/17, que está no Senado). Outra pauta é sobre o projeto que atribui poderes a estados e municípios para liberar o licenciamento em estradas, retirando poderes do Ibama e de outras entidades nacionais. Nós defendemos regras claras para os licenciamentos, mas, se a gente deixar isso a cargo de municípios e estados, vai gerar uma guerra semelhante à guerra fiscal.

Qual sua expectativa em relação aos projetos que podem ser votados em 2018?
A expectativa deste ano não é das melhores: temos de aguardar o fim da intervenção federal no Rio de Janeiro para que se possa votar PEC. Após isso, queremos que seja arquivado o projeto das licenças ambientais. Defendemos que a reforma da Previdência não tem viabilidade de ser votada neste mandato. A proposta pode ser discutida nas eleições, quando os candidatos poderão apresentar outro texto e deixar para o eleitor escolher qual o candidato mais apto para fazer esse tipo de reforma.

Em relação à pauta econômica, o que pode ser aprovado?
Algumas medidas já foram aprovadas no ano passado, como a nova alíquota do BNDES, então neste ano não teremos pauta econômica para ser votada na Câmara.

Confira entrevistas com outros líderes
Reportagem – Emanuelle Brasil
Edição – Ana Chalub



 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212