Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Governo deve editar MP para beneficiar proprietários de áreas rurais irrigadas, diz ministro - Jornal Brasil em Folhas
Governo deve editar MP para beneficiar proprietários de áreas rurais irrigadas, diz ministro


O ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, anunciou durante o Fórum Mundial da Água, em Brasília, nesta terça-feira (20), que o governo vai editar uma medida provisória para beneficiar os proprietários de áreas rurais irrigadas. Eles poderiam oferecer sua propriedade como garantia para novos projetos.

Ao discutir o combate à crise hídrica no país, Barbalho ressaltou a importância de três fatores: investimento em saneamento básico, que melhoraria a vida de quase 45% da população; cooperação entre os estados; e a revitalização do rio São Francisco, para sustentar a transposição das águas que deve ser completada este ano. Ele explicou os próximos passos da revitalização.

“O presidente já assinou a reversão das multas do Ibama para custear o programa Novo Chico. E estamos no aguardo da aprovação do projeto de lei da privatização da Eletrobras (PL 9463/18) que está no Congresso Nacional, já que boa parte desta receita estará vinculada também para a revitalização do São Francisco.”

Hélder Barbalho disse que 917 municípios brasileiros sofrem hoje com problemas relacionados ao abastecimento hídrico, embora o Brasil tenha 11% da água doce do planeta.

Bem valioso
O deputado Ricardo Tripoli (PSDB-SP), que acompanhou a discussão, reafirma que a água será um bem valioso dentro de pouco tempo.

“Não podemos ficar num processo em que você utiliza água como se fosse um bem infinito. Água pode acabar a qualquer momento. Eu tenho certeza que o balizamento das questões financeiras no futuro não será em função do ouro ou do petróleo, mas da água.”

Perdas
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, estimou a perda física média de água no Brasil em 35%. Essa seria a perda gerada por vazamentos e outros desperdícios dos sistemas. Ele defendeu o fim da tributação sobre o saneamento básico como forma de aumentar os investimentos no setor de maneira direta.

Um exemplo da cooperação entre governos – também defendida por ele – foi a cooperação entre o estado de São Paulo e o governo federal na transposição do rio São Francisco. O governador lembrou que o estado emprestou bombas utilizadas para retirar água do sistema Cantareira durante a seca de 2014 para que fosse acelerada a inauguração da primeira etapa da transposição.

Reportagem – Sílvia Mugnatto
Edição – Ana Chalub

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212