Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Astro britânico do UFC revela ter aprendido português com Google Tradutor - Jornal Brasil em Folhas
Astro britânico do UFC revela ter aprendido português com Google Tradutor


Próximo de realizar o combate principal do UFC Liverpool – sua cidade natal -, o britânico Darren Till teve uma juventude difícil até conseguir se profissionalizar como lutador de MMA. Devido a uma adolescência conturbada e as limitações de sua academia, o jovem migrou para o Brasil em 2012 – aos 18 anos de idade – com intuito de seguir o sonho. Em entrevista ao canal ‘ESPN UK’, o meio-médio (77 kg) declarou que – para lidar com o choque cultural e a barreira idiomática – dependeu do ‘Google Tradutor’ até aprender a se comunicar em português.

Agora com 25 anos e de volta ao lar, o inglês narrou como foi sua chegada a Balneário Camboriú (Santa Catarina), onde morou por quatro anos. De acordo com o relato, o primeiro incentivo de Darren para aprender a língua foi uma suspeita de que os outros lutadores faziam piadas sobre ele na academia.

“Foi estarrecedor. Não sabia quando voltaria, nem onde estava me metendo. Sempre pensava que estavam fazendo piadas sobre mim, pensava: ‘Esses caras estão me zoando?’. Foi duro, morava em um apartamento e poucas pessoas falavam inglês. Era muito difícil comprar comida e ir ao supermercado. Pensei que se continuasse lá e não falasse o idioma, teria muita dificuldade. Então fiz uma lista e ela dizia: ‘Você vai acordar, comer, ir à academia e quando voltar você vai estudar português no ‘Google Tradutor’ e treinar de novo à noite’. Em alguns meses, estava com o português na ponta da língua”, contou.

Novato em uma academia brasileira, Darren discorreu sobre seu trabalho de instrutor de muay thai e o gradual processo de treinamento que atravessou até alcançar o nível em que se encontra atualmente. Segundo o britânico, a motivação para superar os atletas que o finalizavam diariamente foi um fator primordial para lhe ajudar a progredir.

“Meu técnico queria que eu fosse professor de muay thai. Eu pensava: ‘Estou lecionando muay thai a vocês, então vou quebrar cada um de vocês’. Me lembro de Colin (técnico britânico de Till) dizendo para eu me certificar de destruir cada um deles. Naquela época meu chão não era nada bom. Brasileiros são conhecidos pelo jiu-jitsu e eu estava sendo finalizado direto, mas pensava: ‘Vai chegar um dia em que vou pegar vocês’. Gradualmente – com o passar dos meses – comecei a amassar os outros. Eu estava lá com uma missão, uma missão maluca”, explicou.

Após 12 combates profissionais – 11 deles no Brasil e um na Argentina – Till estreou pelo UFC em maio de 2015, nocauteando Wendell Oliveira no primeiro assalto. Sua seguinte luta terminou em um empate contra o dinamarquês Nicolas Dalby. Em 2016, o inglês retornou à sua terra, alegando se sentir mais maduro após quatro anos vivendo como imigrante no Brasil.

“Eu diria que o Darren Till que voltou está um pouco mais maduro. Com um olhar um pouco diferente. […] Era a hora certa. Nunca vou me esquecer de Colin dizendo: ‘Quando chegar a hora certa, você tem que voltar. Você tem que ganhar muito dinheiro e voltar’, e eu ganhei. Eu voltei no Natal de 2016”, concluiu.

Em seu último confronto, Darren Till nocauteou Donald Cerrone no primeiro assalto do evento principal do UFC Polônia. A vitória o catapultou para o sétimo lugar do ranking dos meio-médios e o garantiu uma vaga para encabeçar o UFC Liverpool no próximo dia 27 de maio.

 

Últimas Notícias

Submarino argentino é encontrado um ano e um dia após desaparecimento
Parlamento cubano rejeita resolução da Eurocâmara sobre direitos human
Incêndio da Califórnia registra 74 mortos e mais de mil desaparecidos
Livro mistura suspense e fantasia em reflexão sobre violência no país
EBC e Fundação Getulio Vargas firmam acordo para revitalizar acervo
Trabalho de escoramento em viaduto paulistano prossegue neste sábado
Belo Horizonte tem previsão de mais chuva; temporais já mataram quatro
Prefeito de Mariana diz que não desistirá de ação no Reino Unido

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212