Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Google vai investir US$ 300 milhões em projetos para apoiar mídia tradicional - Jornal Brasil em Folhas
Google vai investir US$ 300 milhões em projetos para apoiar mídia tradicional


A Google anunciou nesta terça-feira uma série de projetos destinados a combater as notícias falsas na internet e apoiar a mídia tradicional, com um investimento de 300 milhões de dólares em três anos.

Durante uma apresentação em Nova York, o gigante tecnológico, fortemente criticado por contribuir com a difusão de notícias falsas e com o desprestígio da mídia tradicional, apresentou uma série de projetos para fortalecer a informação confiável e de qualidade e ajudar esses veículos a conseguir assinaturas pagas.

Esses projetos representam um compromisso financeiro para a indústria midiática de 300 milhões de dólares pelos próximos três anos, segundo o gerente de operações comerciais da Google, Philipp Schindler, que disse que o futuro do Google e o futuro de seus veículos parceiros estão vinculados.

Entre os projetos apoiados pela empresa de Mountain View, está a criação de um laboratório da desinformação, em associação com o instituto Shorenstein de Harvard, acompanhando a iniciativa CrossCheck testada na Europa para combater a desinformação durante as eleições francesas e britânicas.

Trata-se de tentar codificar o que aprendemos, ao combinar ferramentas técnicas e experiência editorial, com a ideia de colocar em prática durante as eleições americanas de novembro, informou Nicco Mele, diretor do Centro Shorenstein.

Enquanto Facebook está no olho do furacão por permitir que a companhia Cambridge Analytica usasse dados de milhões de usuários da rede social, Google quer se posicionar como um parceiro da mídia tradicional.

O Google - muitas vezes criticado por comprometer as receitas da imprensa ao disponibilizar conteúdo com acesso liberado na internet - apresentou vários projetos para aumentar as assinaturas pagas em sites de notícias.

O grupo reduzirá o processo de assinatura a dois cliques ou oferecerá aos sites ferramentas para otimizar sua proporção de conteúdos pagos e gratuitos, aumentando a taxa de conversão de visitantes ocasionais a assinantes.

Esses projetos são desenvolvidos em associação com aproximadamente 60 meios de comunicação, incluindo o jornal Washington Post e o Financial Times.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212