Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Interesses econômicos atentam contra saúde nas Américas, segundo a Opas - Jornal Brasil em Folhas
Interesses econômicos atentam contra saúde nas Américas, segundo a Opas


A diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), Carissa Etienne, na XII Conferência Regional de Mulheres da América Latina e do Caribe, em Santo Domingo, em 15 de outubro de 2013

Interesses econômicos atentam contra a saúde das pessoas nas Américas, advertiu a diretora da Opas, Carissa Etienne, ao pedir mais regulação para prevenir as doenças não transmissíveis, principal causa de morte no mundo.

Diante do conselho permanente da OEA, a diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) defendeu, na segunda-feira, superar os obstáculos da indústria para frear o avanço de doenças crônicas, como o câncer, os problemas cardiovasculares, a diabetes e as doenças respiratórias.

As evidências mostram que as políticas regulatórias (...) podem ter um impacto maior em prevenir e controlar as doenças não transmissíveis que as políticas do setor da saúde sozinhas. Mas a interferência da indústria, assim como os interesses comerciais e econômicos, impediram a implementação de políticas fiscais e regulatórias em favor da saúde.

Etienne destacou o aumento de impostos sobre o tabaco como a intervenção mais eficiente para reduzir o tabagismo, e fez um chamado a seguir o exemplo do Uruguai de pôr regulações mais fortes.

O Uruguai foi pioneiro em 2006 em proibir fumar em espaços públicos e ganhou um litígio histórico por suas leis antitabaco contra a gigante Philip Morris International (PMI) em 2016.

Elogiou, ainda, os impostos às bebidas com açúcares no México, Barbados e Dominica, e a promoção de dietas saudáveis através de informações nos rótulos de alimentos no Chile e Equador.

A saúde das pessoas deve estar na frente do lucro, disse aos embaixadores da Organização dos Estados Americanos (OEA), ao instá-los a garantir normas para reduzir as doenças não transmissíveis.

Os avanços nesse campo dependem do compromisso político, em particular dos governos nacionais, trabalhando de forma multissetorial para pôr a saúde das pessoas em primeiro lugar, antes da política, do lucro e da promoção pessoal, afirmou.

Mais de 200 milhões de pessoas nas Américas sofrem de doenças não transmissíveis, que segundo a Opas podem ser prevenidas com o combate ao tabagismo, ao consumo nocivo de álcool, ao sedentarismo e à alimentação pouco saudável.

 

Últimas Notícias

Empresários brasileiros apostam em alimentos e bebidas saudáveis
Temporal no RS deixa mais de 360 mil residências sem luz
Livro aborda mentiras contadas por presidentes do Brasil em 100 anos
Setor da cachaça lança manifesto contra carga tributária
Polícia busca PM sequestrado por criminosos na zona oeste do Rio
Bolsonaro passa bem e tem dreno retirado do abdome
PM encontra carro de policial sequestrado no Rio
Festival de Brasília termina hoje com entrega de premiações

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212