Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Nicolas Sarkozy, um animal político que acumula problemas na Justiça - Jornal Brasil em Folhas
Nicolas Sarkozy, um animal político que acumula problemas na Justiça


Adulado por uns, detestado por outros, o ex-presidente da França Nicolas Sarkozy (2007-2012) é um animal político que permanece como figura central da direita francesa, apesar de suas derrotas eleitorais e problemas com a Justiça.

Ele prepara um retorno, é evidente, garantiu na semana passada uma fonte do seu partido, Os Republicanos (LR, direita).

Com uma posição linha-dura sobre imigração, Islã e segurança, Sarkozy, de 63 anos, tentou reconquistar a Presidência no ano passado, cinco anos depois de ser derrotado pelo socialista François Hollande.

Para alcançar o feito, Sarko, como é conhecido na França, tentou enterrar a imagem de presidente dos ricos, forjada durante seu mandato, apresentando-se como defensor daqueles que combatiam as elites.

Mas o lema tudo menos Sarko jogou contra.

Ele sofreu uma derrota humilhante, ao ser vencido nas primárias de seu partido por François Fillon, que foi seu primeiro-ministro.

Chegou a hora de dar mais atenção à paixão privada e menos à paixão pública, declarou na ocasião, retirando-se da linha de frente da política, mas ainda influenciando essa esfera, onde entrou em 1983.

Um ano e meio depois desta derrota, Sarkozy tem multiplicado suas aparições públicas nas últimas semanas. Um sinal evidente de que prepara seu retorno.

- Problemas com a Justiça -

Citado em vários processos judiciais, especialmente relacionados ao financiamento de sua campanha em 2007 e 2012, foi declarado inocente em quatro deles e acusado nos outros dois e pode acabar indo a julgamento.

É também alvo de uma investigação em curso sobre suposto financiamento ilícito, proveniente de fundos líbios, para a sua campanha de 2007.

Nascido em 28 de janeiro de 1955, o homem de baixa estatura e olhos azuis, apaixonado por futebol e ciclismo, é um caso atípico na classe política francesa. Não foi aluno das prestigiosas universidades que formam as elites do país. Tem apenas um diploma de advogado e uma grande e precoce ambição política.

Filho de um imigrante húngaro, criado por sua mãe e seu avô grego, apresenta-se como um francês de sangue misto.

Ambicioso, não duvida de nada e, sobretudo, não duvida de si mesmo, disse a seu respeito o ex-presidente Jacques Chirac, que foi seu primeiro mentor na política.

Começou sua militância política na direita francesa aos 19 anos. Com apenas 28, foi eleito prefeito de Neuilly, um abastado subúrbio de Paris. Aos 34, conquistou sua primeira cadeira de deputado e quatro anos depois conseguiu uma pasta ministerial, a primeira. Aos 52 foi eleito presidente.

Durante sua carreira, Sarkozy forjou uma reputação de personalidade energética. Mas seus detratores o acusam de ser muito impulsivo e de ter profanado a função presidencial, como quando gritou casse-toi pauvre con (sai daqui seu idiota) a um homem que se recusou a apertar sua mão.

Sarkozy foi o primeiro presidente francês a ter se divorciado durante seu mandato. Foi também o primeiro a se casar no mesmo período, ao contrair matrimônio em 2008 no Palácio Presidencial com a ex-modelo Carla Bruni. A filha de ambos, Giulia, também nasceu durante sua Presidência. Ele tem outros três filhos de casamentos anteriores.

 

Últimas Notícias

Governadores do Nordeste fecham agenda única para levar a Bolsonaro
Marcha da Consciência Negra pede democracia, direitos e fim do racismo
Bolsonaro diz que vai seguir normas legais para indicação à PGR
Projeto que flexibiliza Lei da Ficha Limpa é arquivado do Senado
Conselho de Ética da Câmara arquiva representação contra Laerte Bessa
Reunião do Escola sem Partido é novamente suspensa em comissão mista
Eunício e equipe do futuro governo voltam a discutir cessão onerosa
Brasil encerra o ano com vitória sobre Camarões por 1 a 0

MAIS NOTICIAS

 

Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
 
 
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
 
 
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
 
 
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados
 
 
Bolsonaro confirma Mandetta para a Saúde
 
 
México habilita 26 empresas brasileiras para compra de carne de frango

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212