Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Itália e Espanha têm protestos após navio de ONG ser confiscado - Jornal Brasil em Folhas
Itália e Espanha têm protestos após navio de ONG ser confiscado


Centenas de pessoas protestaram neste sábado (24) na Espanha e na Itália sob o slogan Socorrer no mar não é crime contra a imobilização de um navio da ONG espanhola Proactiva Open Arms, decidida pela Justiça italiana.

Aumenta a violência contra as ONGs e a solidariedade (...), mas as ONGs operam no Mediterrâneo porque há um vazio. É vital que haja embarcações de resgate mar adentro em frente à Líbia, declarou à imprensa Riccardo Gatti, diretor da Proactiva Open Arms na Itália, durante uma manifestação em Roma.

Também houve protestos em Madri, sob a chuva em Barcelona e em outras 10 cidades espanholas.

Três diretores desta organização são alvo de uma investigação por associação ilegal para favorecer a imigração clandestina, e seu navio, o Open Arms, foi imobilizado em Pozzallo (sul da Sicília) após uma operação de resgate no mar, na qual socorristas se recusaram a entregar imigrantes aos guardas costeiros líbios.

Um juiz siciliano deve se pronunciar na próxima semana sobre a imobilização do navio.

A Marinha líbia elogiou, nesta semana, as medidas contra a ONG, que reforçam a confiança nos esforços de cooperação entre Líbia e Itália para combater a imigração clandestina e freiam comportamentos irresponsáveis das ONGs e a exploração de imigrantes.

A direita italiana também celebrou a medida.

Se salvar vidas no mar, recusando-se a confiar pessoas naufragadas aos líbios que não reconhecem a sacralidade dos direitos humanos, é um delito, então devo me render, reagiu Giusi Nicolini, ex-prefeito de Lampedusa, ilha italiana mais próxima da costa líbia.

Nenhum Estado nem ONG pode, moralmente, com conhecimento de causa, desembarcar na Líbia refugiados e imigrantes socorridos no Mediterrâneo. Todos sabemos o que acontece depois, insistiu Vincent Cochetel, representante na região do Alto Comissariado da ONU para os refugiados.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212