Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Equipamento amplia capacidade de armazenamento e recuperação de provas periciais - Jornal Brasil em Folhas
Equipamento amplia capacidade de armazenamento e recuperação de provas periciais


Um novo equipamento adquirido pela Perícia Oficial e Identificação Técnica aumenta a capacidade de armazenamento e recuperação de dados e informações analisados pela Gerência de Perícias em Computação Forense.

Com grande volume de informações extraídas dos dispositivos eletrônicos encaminhados pelas autoridades policiais para a realização de perícias criminais, a Gerência passa a dispor de ferramentas que funcionam como um arquivo digital para a custódia das provas periciais. O sistema Storage adquirido, formado por dois servidores de armazenamento de dados, contém 54 tera-bites de capacidade de armazenamento e realiza backups automáticos.

“A quantidade de dados que a gente analisa acaba sendo enorme para mantermos nos nossos computadores, exigindo que os mesmos fossem apagados. Agora com este equipamento, todos os dados analisados são arquivados e passamos a ter a memória dos computadores livres para realizarmos os exames”, explicou a perita - Gerente de Perícias de Computação Forense, Thaíssa Ribeiro.

O Storage é um repositório onde serão centralizados os dados da rede local, mas que também pode assumir outras funções e servir, por exemplo, como servidor de arquivos, backup, área de compartilhamento e colaboração - tudo que envolve a administração e o processamento de dados armazenados.

O acesso ao equipamento é feito via Rede Corporativa e o material é enviado ao Storage após a conclusão da perícia. Durante a perícia os peritos realizam cópias físicas dos dispositivos eletrônicos e só então, é feita a análise.

“Nós passamos a ter mais capacidade de realizar perícias que antes não eram possíveis, dependendo do tamanho dos arquivos que recebíamos. Garante mais segurança no armazenamento dos dados para posterior consulta ou recuperação, especialmente quando estes arquivos são solicitados pelas autoridades, explicou. O equipamento custou o valor de R$ 33 mil no orçamento da Politec.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212