Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Oct de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Cuba admite erros e atrasos em suas reformas econômicas - Jornal Brasil em Folhas
Cuba admite erros e atrasos em suas reformas econômicas


O Partido Comunista de Cuba, que dirige os destinos da ilha, admitiu erros e atrasos nos planos de atualização de seu modelo econômico, mas assegurou que as mudanças continuarão com uma maior participação de organismos do Estado.

O tema foi avaliado na V Sessão Plenária do Comitê Central do Partido Comunista (PCC) durante dois dias, informa a imprensa estatal. A reunião foi liderada pelo primeiro secretário Raúl Castro, que deixará a presidência do país em 19 de abril.

Depois de três anos de alto rendimento de implementação de políticas desde 2011, o ritmo caiu ante a complexidade das medidas e por erros no planejamento e controle, afirmou o diretor das reformas econômicas, Marino Murillo, na plenária.

Para isto incidiram ainda limitações financeiras que impossibilitaram o respaldo adequado a um grupo de medidas que exigiam investimentos, afirma o jornal Granma, órgão de comunicação do PCC.

Raúl Castro lidera sete anos de reformas, principalmente a abertura a pequenos empreendimentos privados e ao investimento estrangeiro na ilha. Neste processo, alguns setores reclamaram contra o acúmulo de riqueza nas mãos de particulares.

A plenária do partido reconheceu uma carência de cultura tributária e dificuldades na comunicação de políticas que geraram interpretações equivocadas da população.

Enquanto os processos são revisados, o governo mantém como prioridade a unificação monetária e cambial, assim como um plano de desenvolvimento econômico e social até 2030.

A circulação de duas moedas em Cuba e a existência de taxas cambiais privilegiadas para o setor estatal provocam uma distorção na economia, afirmam especialistas, que esperam que o governo adote medidas este ano.

O PCC destacou o apoio aos negócios particulares - restaurantes, barbearias - por meio de normas jurídicas e destacou que 580.000 trabalhadores serão capacitados por conta própria, como são conhecidos os empreendedores.

Entre as dificuldades para avançar com os planos, o PCC admitiu que nem sempre todos os organismos estatais foram envolvidos nas mudanças.

Por este motivo, o partido assegura a continuidade da atualização do modelo econômico e social por meio de uma participação maior e de responsabilidade de organismos do Estado.

Apesar dos erros e insuficiências reconhecidas na Sessão Plenária, a situação é mais favorável que há alguns anos, disse Raúl Castro, de 86 anos, citado pelo Granma.

Apesar da mudança de cenário desde o período de escassez dos anos 1990, Castro observou que ainda persiste uma mentalidade de desperdício, quando a linha a seguir é de economia e eficiência.

 

Últimas Notícias

Apenas 3,3% dos estudantes brasileiros querem ser professores
Viagens domésticas podem chegar a cerca de 3 milhões no feriado
Brasil está bem para resistir a choques, diz Goldfajn para FMI
Boletos vencidos a partir de R$ 100 podem ser pagos em qualquer banco
Juiz decide manter Cabral na cela de isolamento
Justiça decreta prisão de 15 milicianos que agem na zona oeste do Rio
Uma das Sete Maravilhas do Mundo, Cristo Redentor completa 87 anos
Aplicativo vai auxiliar na fiscalização de motoristas e veículos

MAIS NOTICIAS

 

Equipe de transição deve ser definida hoje à tarde, diz Caiado
 
 
ONS vai reforçar ações de segurança energética nas eleições e no Enem
 
 
Inflação medida pelo INPC sobe para 0,30% em setembro
 
 
Universidades particulares terão disciplina sobre primeira infância
 
 
Com Enem, horário de verão começa no dia 18 de novembro
 
 
Governo anuncia recursos de R$ 600 milhões para o ensino médio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212