Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Passam de 120 diplomatas russos expulsos em mais de 20 países - Jornal Brasil em Folhas
Passam de 120 diplomatas russos expulsos em mais de 20 países


Ao redor do mundo, passam de 20 os países que anunciaram a expulsão de mais de 120 diplomatas russos após o envenenamento do ex-espião russo Serguei Skripal e sua filha, Yulia: além dos EUA, seguiram a medida 18 membros da União Europeia, Ucrânia, Canadá, Noruega, Macedônia, Albânia e Austrália.

Confira as expulsões anunciadas:

- Estados Unidos -

Nos Estados Unidos, 60 espiões russos deverão deixar o território, anunciou a Casa Branca. Se trata, segundo um alto funcionário americano, da maior expulsão de agentes de inteligência russos da história do país.

Como resultado da decisão, 48 agentes de inteligência bem conhecidos em Seattle e outros 12 diplomatas vinculados à ONU terão agora um período de sete dias para abandonar o território americano, afirmou um funcionário do governo.

O consulado russo em Seattle, na costa oeste do país, será fechado. Washington justifica a decisão a partir da proximidade do local com uma base de submarinos e com grande parte das instalações industriais da Boeing.

- União Europeia -

No total, 18 países da União Europeia anunciaram expulsões entre segunda e terça-feira, e 34 diplomatas russos deverão deixar suas funções.

As expulsões foram anunciadas quase simultaneamente nas diferentes capitais. Berlim anunciou quatro expulsões, assim como França e Polônia. Lituânia e República Checa três cada uma; Espanha, Itália, Holanda e Dinamarca, dois cada país; Suécia, Bélgica, Letônia, Romênia, Croácia, Finlândia, Estônia, Hungria e Irlanda, um cada um.

Londres havia expulsado em 20 de março 23 diplomatas russos, e Moscou respondeu expulsando 23 diplomatas britânicos.

- OTAN -

A OTAN decidiu expulsar sete diplomatas russos e negar credenciais a outros três, explicou o secretário-geral da organização, Jens Stoltenberg.

Com esta decisão, a missão russa diante da Aliança Atlântica se reduz de 30 para 20 membros.

Isso manda uma mensagem clara à Rússia de que há custos e consequências para sua forma de atuar, inaceitável e perigosa, acrescentou o secretário-geral da Aliança do Atlântico Norte.

- Outros países -

A Ucrânia anunciou a expulsão de 13 diplomatas em solidariedade com nossos sócios britânicos e nossos aliados transatlânticos e em coordenação com os países da UE.

Canadá decidiu expulsar 4 diplomatas. Noruega e Macedônia, um, Albânia, dois, e a Moldávia, três.

A Austrália anunciou que vai expulsar dois diplomatas.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212