Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Passam de 120 diplomatas russos expulsos em mais de 20 países - Jornal Brasil em Folhas
Passam de 120 diplomatas russos expulsos em mais de 20 países


Ao redor do mundo, passam de 20 os países que anunciaram a expulsão de mais de 120 diplomatas russos após o envenenamento do ex-espião russo Serguei Skripal e sua filha, Yulia: além dos EUA, seguiram a medida 18 membros da União Europeia, Ucrânia, Canadá, Noruega, Macedônia, Albânia e Austrália.

Confira as expulsões anunciadas:

- Estados Unidos -

Nos Estados Unidos, 60 espiões russos deverão deixar o território, anunciou a Casa Branca. Se trata, segundo um alto funcionário americano, da maior expulsão de agentes de inteligência russos da história do país.

Como resultado da decisão, 48 agentes de inteligência bem conhecidos em Seattle e outros 12 diplomatas vinculados à ONU terão agora um período de sete dias para abandonar o território americano, afirmou um funcionário do governo.

O consulado russo em Seattle, na costa oeste do país, será fechado. Washington justifica a decisão a partir da proximidade do local com uma base de submarinos e com grande parte das instalações industriais da Boeing.

- União Europeia -

No total, 18 países da União Europeia anunciaram expulsões entre segunda e terça-feira, e 34 diplomatas russos deverão deixar suas funções.

As expulsões foram anunciadas quase simultaneamente nas diferentes capitais. Berlim anunciou quatro expulsões, assim como França e Polônia. Lituânia e República Checa três cada uma; Espanha, Itália, Holanda e Dinamarca, dois cada país; Suécia, Bélgica, Letônia, Romênia, Croácia, Finlândia, Estônia, Hungria e Irlanda, um cada um.

Londres havia expulsado em 20 de março 23 diplomatas russos, e Moscou respondeu expulsando 23 diplomatas britânicos.

- OTAN -

A OTAN decidiu expulsar sete diplomatas russos e negar credenciais a outros três, explicou o secretário-geral da organização, Jens Stoltenberg.

Com esta decisão, a missão russa diante da Aliança Atlântica se reduz de 30 para 20 membros.

Isso manda uma mensagem clara à Rússia de que há custos e consequências para sua forma de atuar, inaceitável e perigosa, acrescentou o secretário-geral da Aliança do Atlântico Norte.

- Outros países -

A Ucrânia anunciou a expulsão de 13 diplomatas em solidariedade com nossos sócios britânicos e nossos aliados transatlânticos e em coordenação com os países da UE.

Canadá decidiu expulsar 4 diplomatas. Noruega e Macedônia, um, Albânia, dois, e a Moldávia, três.

A Austrália anunciou que vai expulsar dois diplomatas.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro terá uma série de reuniões na próxima semana em Brasília
Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212