Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Projeto de lei que cria a categoria escola indígena será apreciado por comissões da ALMG - Jornal Brasil em Folhas
Projeto de lei que cria a categoria escola indígena será apreciado por comissões da ALMG


Atendendo a uma antiga demanda dos povos indígenas, o Governo de Minas Gerais encaminhou à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) um Projeto de Lei (PL) que cria a categoria Escola Indígena. O PL 5.037/18 altera a Lei 22.445, de 2016, que dispõe sobre a educação escolar indígena.

A expectativa, agora, é que o PL 5.037/18 seja apreciado nas comissões de Constituição e Justiça e de Educação, Ciência e Tecnologia. A votação será em dois turnos.

Segundo a subsecretária de Desenvolvimento da Educação Básica, Augusta Mendonça, a proposta enviada à ALMG na última semana é resultado de muito diálogo com os povos indígenas.

“Esse Projeto de Lei vem ao encontro das demandas dos povos indígenas de Minas e é resultado de debates e diálogos que estamos fazendo no âmbito da Comissão Estadual de Educação Indígena (Ceei) que foi implementada nesta gestão. A criação da categoria Escola Indígena demonstra um respeito à diversidade dos povos e aos seus processos de ensinar e aprender, ao diálogo que essas escolas promovem com suas comunidades para fazerem a gestão escolar. É uma ação que vem no sentido de oficializar esses processos diferenciados que são vivenciados pelas escolas indígenas no nosso Estado”, destaca Augusta.

Em mensagem enviada pelo à ALMG, o governador Fernando Pimentel ressalta que o objetivo do projeto é assegurar o direito das comunidades indígenas a terem seus próprios processos escolares.

As escolas da Categoria Escola Indígena serão regulamentadas por decreto.

A Comissão

A Comissão Estadual de Educação Indígena (Ceei) foi instituída pela Resolução SEE n°2.809, de 12 de novembro de 2015. Composta por representantes governamentais, da sociedade civil e dos povos indígenas indicados por seus pares e nomeados pela Secretaria de Estado de Educação (SEE), a Comissão é um órgão colegiado de caráter consultivo, com a atribuição de assessorar e monitorar a execução de políticas públicas da SEE no âmbito da educação escolar indígena.

Educação Indígena na rede estadual de ensino

Em Minas Gerais, há 19 escolas estaduais indígenas e duas turmas vinculadas a escolas não indígenas. O atendimento escolar indígena é feito em 64 endereços, localizados em sete Superintendências Regionais de Ensino (SREs). Nessas escolas, são atendidos cerca de 4.600 estudantes.

 

Últimas Notícias

Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212