Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Projeto de lei que cria a categoria escola indígena será apreciado por comissões da ALMG - Jornal Brasil em Folhas
Projeto de lei que cria a categoria escola indígena será apreciado por comissões da ALMG


Atendendo a uma antiga demanda dos povos indígenas, o Governo de Minas Gerais encaminhou à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) um Projeto de Lei (PL) que cria a categoria Escola Indígena. O PL 5.037/18 altera a Lei 22.445, de 2016, que dispõe sobre a educação escolar indígena.

A expectativa, agora, é que o PL 5.037/18 seja apreciado nas comissões de Constituição e Justiça e de Educação, Ciência e Tecnologia. A votação será em dois turnos.

Segundo a subsecretária de Desenvolvimento da Educação Básica, Augusta Mendonça, a proposta enviada à ALMG na última semana é resultado de muito diálogo com os povos indígenas.

“Esse Projeto de Lei vem ao encontro das demandas dos povos indígenas de Minas e é resultado de debates e diálogos que estamos fazendo no âmbito da Comissão Estadual de Educação Indígena (Ceei) que foi implementada nesta gestão. A criação da categoria Escola Indígena demonstra um respeito à diversidade dos povos e aos seus processos de ensinar e aprender, ao diálogo que essas escolas promovem com suas comunidades para fazerem a gestão escolar. É uma ação que vem no sentido de oficializar esses processos diferenciados que são vivenciados pelas escolas indígenas no nosso Estado”, destaca Augusta.

Em mensagem enviada pelo à ALMG, o governador Fernando Pimentel ressalta que o objetivo do projeto é assegurar o direito das comunidades indígenas a terem seus próprios processos escolares.

As escolas da Categoria Escola Indígena serão regulamentadas por decreto.

A Comissão

A Comissão Estadual de Educação Indígena (Ceei) foi instituída pela Resolução SEE n°2.809, de 12 de novembro de 2015. Composta por representantes governamentais, da sociedade civil e dos povos indígenas indicados por seus pares e nomeados pela Secretaria de Estado de Educação (SEE), a Comissão é um órgão colegiado de caráter consultivo, com a atribuição de assessorar e monitorar a execução de políticas públicas da SEE no âmbito da educação escolar indígena.

Educação Indígena na rede estadual de ensino

Em Minas Gerais, há 19 escolas estaduais indígenas e duas turmas vinculadas a escolas não indígenas. O atendimento escolar indígena é feito em 64 endereços, localizados em sete Superintendências Regionais de Ensino (SREs). Nessas escolas, são atendidos cerca de 4.600 estudantes.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212