Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 ONU recebe de príncipe saudita doação de quase US$ 1 bilhão para Iêmen - Jornal Brasil em Folhas
ONU recebe de príncipe saudita doação de quase US$ 1 bilhão para Iêmen


O secretário-geral da ONU, António Guterres, encontrou-se ontem (27) na sede da ONU, em Nova Iorque, com o príncipe e vice-primeiro-ministro da Arábia Saudita, Mohamad Bin Salman Al Saud, a quem expressou a sua profunda gratidão pela doação de US$ 930 milhões para o Fundo Humanitário da ONU para o Iêmen.

Segundo uma nota do gabinete do porta-voz de Guterres, a doação saudita cobre quase um terço do plano de resposta humanitária necessária para o Iêmen, que é de US$ 2,96 bilhões. O secretário-geral afirmou que “mesmo com essa generosa doação, ainda são necessários mais dois bilhões para resolver a pior crise humanitária do mundo.”

Mais de 22 milhões de iemenitas precisam de ajuda, incluindo dois milhões de crianças deslocadas devido ao conflito. António Guterres espera que outros doadores sigam este “exemplo generoso” do príncipe saudita e façam novas doações no evento de alto nível sobre o Iêmen que acontecerá em Genebra, na Suíça, em 3 de abril.

Obrigações e acordo

Segundo a nota, o chefe da ONU e o príncipe “discutiram as obrigações de todas as partes do conflito, segundo a lei humanitária internacional, de proteger civis e infraestruturas civis.” Eles falaram ainda sobre “a necessidade crítica de acesso humanitário ao Iêmen e de que todos os portos do país se mantenham abertos ao movimento comercial e humanitário.

Por fim, eles abordaram “a necessidade de todas as partes do conflito negociarem um acordo político” que conduza à paz. Guterres afirmou que “terminar com o conflito é a única maneira de resolver a contínua crise humanitária na região.”

No mês passado, o subsecretário-geral da ONU para Assuntos Humanitários, Mark Lowcock, declarou que o financiamento é essencial para garantir que as Nações Unidas e seus parceiros possam fornecer comida a 8,5 milhões de iemenitas e água potável a quase 5,5 milhões.

O conflito no Iêmen começou há exatamente três anos. A onda de violência no país árabe se iniciou em março de 2015, com rebeldes houthis lutando contra o governo do presidente Mansour Hadi e forças de coalizão lideradas pela Arábia Saudita.

Edição: Augusto Queiroz

 

Últimas Notícias

Receita cria chat para regularizar débitos de pessoas físicas
MP facilita registro de empresas nas juntas comerciais
Mudança em servidor foi a causa de instabilidade ontem, diz Facebook
Corte de pessoal gera economia de R$ 200 milhões, afirma presidente
TCU pede informações antes de decidir sobre leilão de ferrovia
Leilão de aeroportos testa novo modelo em blocos
Pretendentes já ofertaram R$ 2,3 bi no leilão de aeroportos
Aeroportos foram arrematados com ágio médio de 986%

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212