Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Projeto faz com que pacientes com lesão de medula recuperem função motora - Jornal Brasil em Folhas
Projeto faz com que pacientes com lesão de medula recuperem função motora


O programa Espaço Público, da TV Brasil, recebe hoje (1º) o neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis, considerado pela revista Scientific American como um dos 20 maiores cientistas do mundo. Nicolelis tem o comando científico do Projeto Caminhar de Novo, que, segundo ele, conseguiu que 80% dos pacientes com lesão de medula recuperassem algum tipo de função motora, sensorial ou visceral.

“Seguimos os pacientes por dois anos e eles começaram a apresentar recuperação parcial neurológica abaixo do nível da lesão, o que nunca foi relatado em pacientes crônicos com lesão na medula espinal”, disse Nicolelis.

O Projeto Andar de Novo é um consórcio formado por centenas de pesquisadores de universidades e institutos de pesquisa do mundo todo, sob o comando científico de Nicolelis. O objetivo do projeto é desenvolver uma tecnologia de interface cérebro-máquina que permita pessoas com mobilidade restringida – como paraplégicos – a voltar a andar usando a mente para controlar um equipamento externo, que substituiria os membros inferiores.

Durante a cerimônia de abertura da Copa do Mundo de 2014, um jovem-adulto paraplégico deu um chute simbólico usando um exoesqueleto, ou veste robótica, controlado pela sua atividade cerebral. “Vou contar para vocês a opinião dos meus amigos que são americanos e europeus e que vieram para o Brasil para o Projeto Andar de Novo. Viveram aqui comigo por seis meses. Eles ficaram aterrados. Ficaram completamente estupefatos com a cobertura [jornalística] no Brasil.”

Durante o programa Nicolelis questionou a cobertura da imprensa brasileira ao Projeto Caminhar de Novo e relacionou as críticas às suas posições políticas. “Eu tenho uma posição política muito clara desde criança, está nos meus livros, é público, e a minha posição política não agrada certos jornalistas. Se eu fosse contra o governo, eu seria um herói da ciência brasileira. Eu teria coluna, programa de televisão, programa de rádio”, disse.

Nicolelis citou a agressividade e a falta de espaço para responder as críticas na mídia. “Nós éramos confrontados diariamente com objeções absolutamente ridículas, absolutamente sem nenhum senso, fofocas, mesquinharias”, disse. A única coisa que eu peço à imprensa brasileira é que me trate com lealdade, correção e ética jornalística. É o que eu peço para qualquer jornalista do mundo inteiro.

O programa Espaço Público vai ao ar às 23 h na TV Brasil e é apresentado pelos jornalistas Paulo Moreira Leite e Florestan Fernandes Jr. O programa também pode ser acessado na página do programa.

 

Últimas Notícias

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
Marcelo Piloto é extraditado do Paraguai para o Brasil
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212