Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Advogados denunciados na Zelotes negam participação em fraudes no Carf - Jornal Brasil em Folhas
Advogados denunciados na Zelotes negam participação em fraudes no Carf


Os advogados Vladimir e Camilo Spíndola negaram hoje (11), em depoimento perante o juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, ter recebido da empresa Marcondes e Mautoni (M&M) pagamento por serviços não prestados. Os dois irmãos foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) no Distrito Federal por lavagem de dinheiro no inquérito decorrente da Operação Zelotes.

Na denúncia, o MPF afirma que a servidora pública Lytha Spíndola, mãe de Vladmir e também denunciada, usou o escritório do filho para receber RS 2 milhões pagos pela M&M, também investigada na Zelotes. Segundo o MPF, Vladimir e o irmão dele, Camilo Spíndola, não só conheciam as irregularidades praticadas pela mãe, como a ajudavam ocasionalmente.

Vladimir rebateu a interpretação do MPF de que seja laranja da mãe. “Pela denúncia, eu e meu irmão somos incapazes”, afirmou o advogado, dizendo que a mãe jamais ganhou dinheiro por eles. Esse dinheiro foi ganho por trabalhos prestados e declarados. Para mim, o mais importante é que eu tenha esclarecido os fatos e que o senhor possa me absolver dessa acusação, absolutamente injusta, feita de forma sórdida”, disse ele ao juiz.

O advogado considerou “surreal” a denúncia do MPF e explicou que os valores que o escritório dele recebeu da M&M referiam-se a consultoria prestada em processos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). “É surreal a peça contra mim, e ainda mais cruel contra a minha mãe. Não tem nenhuma base de verdade, nenhum elemento de prova”, afirmou Spíndola.

Camilo Spíndola, também convocado para interrogatório hoje, confirmou que o irmão prestou serviços à Marcondes e Mautoni. Não atuo nesses temas [tributários], mas acompanhei o tanto que meu irmão trabalhou para esse cliente (M&M). O trabalho [era] diurno e noturno, quase exclusivo, naquela época [2010]. Eu sou testemunha, não apenas como irmão, mas como sócio do escritório, de que meu irmão trabalhou mais de 14 horas por dia naquele processo, disse Camilo, que também foi denunciado pelo MPF.

Para Vladmir, o MPF foi induzido ao erro ao incluí-lo na denúncia. “O Ministério Público só me denunciou porque foi levado a erro. A Polícia Federal sabia que nós prestamos os serviços”, explicou o advogado. Ele negou ter trabalhado, a serviço da M&M, pela aprovação da Medida Provisória 471 no Congresso Nacional, que rendeu benefícios fiscais às empresas Caoa e Mitsubishi Motors, de 2010 a 2015.

A Operação Zelotes, da Polícia Federal, investiga um suposto esquema de venda de sentenças do Carf para beneficiar empresas que foram multadas pela Receita Federal e a negociação de medidas provisórias a favor de empresas do setor automobilístico. O Carf é um órgão do Ministério da Fazenda ao qual contribuintes recorrem contra multas.

 

Últimas Notícias

Governadores do Nordeste fecham agenda única para levar a Bolsonaro
Marcha da Consciência Negra pede democracia, direitos e fim do racismo
Bolsonaro diz que vai seguir normas legais para indicação à PGR
Projeto que flexibiliza Lei da Ficha Limpa é arquivado do Senado
Conselho de Ética da Câmara arquiva representação contra Laerte Bessa
Reunião do Escola sem Partido é novamente suspensa em comissão mista
Eunício e equipe do futuro governo voltam a discutir cessão onerosa
Brasil encerra o ano com vitória sobre Camarões por 1 a 0

MAIS NOTICIAS

 

Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
 
 
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
 
 
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
 
 
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados
 
 
Bolsonaro confirma Mandetta para a Saúde
 
 
México habilita 26 empresas brasileiras para compra de carne de frango

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212