Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 França e Suécia foram líderes europeus de natalidade em 2016 - Jornal Brasil em Folhas
França e Suécia foram líderes europeus de natalidade em 2016


França e Suécia foram os países europeus com a taxa de natalidade mais alta em 2016, segundo dados do Gabinete de Estatísticas da União Europeia (Eurostat).

França e Suécia foram os países europeus com as taxas de natalidade mais altas em 2016, segundo os dados publicados nesta quarta-feira pelo Gabinete de Estatísticas da União Europeia (Eurostat).

França lidera a lista com 1,92 filho por mulher em 2016, em comparação com 1,96 de 2015 e 2,01 de 2014. É seguida pela Suécia (1,85), Irlanda (1,81) e Dinamarca e Reino Unido (1,79 ambos), segundo o Eurostat.

Na Alemanha, o escritório de estatísticas Destatis anunciou nesta quarta-feira um aumento da natalidade em 2016 de 7% que elevou a média para 1,59 bebê por mulher, um recorde desde 1973, sobretudo graças às mulheres migrantes.

As mães alemãs trouxeram ao mundo 607.500 crianças, 3% mais que em 2015 (...). As mães de nacionalidades estrangeiras deram à luz 184.660 bebês, o que representa um aumento de 25% em relação a 2015, detalhou o Destatis.

Em 2015, a Alemanha recebeu cerca de 900.000 solicitantes de asilo, em sua maioria sírios, iraquianos e afegãos. Um ano antes, tinha recebido 200.000 migrantes.

Na União Europeia, a taxa de natalidade média em 2016 foi de 1,6 filho por mulher.

Este número continua sendo inferior ao nível de renovação da população dos países desenvolvidos (2,1), ou seja o número médio de nascimentos por mulher necessários para manter o tamanho da população na ausência de migração.

As taxas de natalidade mais baixas foram registradas na Espanha e Itália (1,34 ambos), seguidos de Portugal (1,36), Chipre e Malta (1,37 ambos) e Grécia (1,38).

Polônia também está entre os países europeus com uma taxa de fertilidade baixa (1,39).

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212