Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Funcionários da Hydro Paragominas terão férias coletivas nesta 2ªfeira - Jornal Brasil em Folhas
Funcionários da Hydro Paragominas terão férias coletivas nesta 2ªfeira


Quatrocentos funcionários da mina de bauxita da Hydro, em Paragominas, no Pará, entram em férias coletivas de 15 dias a partir desta segunda-feira (2). A medida foi tomada em virtude do corte de 50% da produção da refinaria Alunorte, da Hydro, que recebe a bauxita de Paragominas e a transforma em alumina calcinada.

Por causa da redução da produção na Alunorte, os funcionários da refinaria também terão férias coletivas, mas de dez dias. A estimativa é que até 600 empregados da Alunorte sejam afetados pela medida.

Mas, diferentemente de Paragominas, na Alunorte os funcionários serão divididos em grupos para que saiam em férias coletivas. O primeiro grupo, de 40 empregados, saiu de férias neste sábado (31).

Segundo a Hydro, a medida foi tomada para evitar corte de pessoal, uma vez que a refinaria foi obrigada pelas autoridades a cortar sua produção pela metade.

O corte de 50% da produção da Alunorte foi determinado pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará depois que, durante fortes chuvas, entre os dias 16 e 17 de fevereiro, a cidade Barcarena foi invadida por águas de coloração avermelhada.

Vazamento de depósitos de bauxita causa multa

O governo do Pará e o Ministério Público Federal começaram a investigar se houve algum vazamento dos depósitos de bauxita da refinaria e multaram a empresa.

Apesar de justificar que a coloração avermelhada da água era resultado da cor do solo da região e negar que tivesse havido vazamento do depósito de bauxita, a Hydro reconheceu que a Alunorte drenou as águas da chuva através do Canal Velho e que essa água estava contaminada por soda cáustica diluída na área de processamento.

Além disso, segundo a Hydro, depois das chuvas, foi constatado que havia rachaduras no duto que levava os efluentes do depósito de resíduos de bauxita para a estação de tratamento de água da refinaria. Mas, segundo informações preliminares da empresa, esses resíduos foram contidos numa bacia apropriada, dentro da própria empresa.

Edição: Kleber Sampaio

 

Últimas Notícias

Bolsonaro elogia Mandetta e Wagner Rosário, ministros anunciados hoje
Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212