Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


12 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Comissão externa recomenda nova licitação para concluir obras na BR-040 e na BR-116 - Jornal Brasil em Folhas
Comissão externa recomenda nova licitação para concluir obras na BR-040 e na BR-116


A comissão externa da Câmara dos Deputados que acompanhou a situação das obras, investimentos e serviços das concessionárias do trecho Rio de Janeiro-Juiz de Fora da BR-040 e dos trechos Rio de Janeiro-São Paulo e Além Paraíba-Teresópolis da BR-116 aprovou relatório final, nesta terça-feira (27). Elaborado pelo deputado Hugo Leal (PSB-RJ), o parecer recomenda licitação imediata para que novas empresas possam concluir as obras pendentes nos trechos das concessões, como a obra da nova subida da Serra de Petrópolis (RJ), prevista originalmente para 2006 e parada desde 2016.

O relatório também aponta que a prorrogação desses contratos de concessões de rodovias seria contrária ao interesse público. As concessões perderão a validade em 2021 e fazem parte da primeira etapa do Programa de Concessões de Rodovias Federais (Procrofe), iniciado nos anos 90.

Porém, os trechos concedidos ficarão com obras inacabadas. Segundo o relator, a justificativa das concessionárias é que o contrato termina em 2021 e, por isso, não poderiam começar a obra. “É um acinte, até uma vergonha perante a sociedade: obras que deveriam ter sido feitas não foram entregues, e aí a justificativa é que faltam três anos de contrato, no máximo, e eles não podem começar agora”, complementou. “O que estamos propondo é que se faça de imediato a licitação, e a empresa que assumir gerencia essas obras”, acrescentou.

O parecer do deputado segue recomendações feitas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e pelo Ministério Público Federal, que apontaram diversas irregularidades na obra da nova subida da serra de Petropólis, como a prática de sobrepreço, a existência de projetos desatualizados e deficientes e a falta de cumprimento dos prazos contratuais.

Fiscalização
O relatório da comissão externa também conclui que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) não tem feito uma fiscalização satisfatória dos serviços prestados pelas concessionárias de rodovias, o que prejudica os usuários.

Por isso, o deputado Hugo Leal vai apresentar, juntamente com outros deputados integrantes da comissão externa, projeto de lei para reforçar as atividades fiscalizatórias da agência. Pela proposta, a ANTT deixaria para o Ministério do Transporte tarefas que, na visão do deputado, não deveriam estar sob a responsabilidade da agência, como a publicação de editais de licitação e a celebração dos contratos de concessões.

“O que a gente tem criticado é que a ANTT faz os editais, discute e julga a licitação, e depois fiscaliza a própria licitação que ela fez”, destacou Leal. “Essa perspectiva acaba contaminando o trabalho essencial dela, que é a fiscalização dos contratos em execução”, opinou.

Alto valor dos pedágios
Outro problema apontado no relatório da comissão externa é o fato de que os pedágios nas rodovias BR-040 e BR-116 chegam a custar, respectivamente, R$ 18,7 e R$ 12,3 a cada 100 quilômetros percorridos. Esses valores superam, segundo o texto, em até quatro vezes aqueles cobrados nas rodovias da terceira etapa das concessões – BRs 050, 060, 101, 153, 163 e 262.

Hugo Legal defende que a concessão de rodovias seja separada da licitação para as obras. Assim, os pedágios poderiam ser barateados, e uma taxa extra poderia ser cobrada quando houvesse obras. O parlamentar observa ainda que as concessões foram feitas num período de instabilidade monetária e altos índices de inflação, o que influenciou na fixação de tarifas elevadas de pedágios. “Não havia estrutura regulatória apropriada”, acrescentou.

A comissão externa que acompanhou a situação das obras, investimentos e serviços das concessionárias da BR-040 e da BR-116 começou a funcionar em julho de 2016 e, com a aprovação do relatório, está encerrada.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212