Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Laboratório espacial chinês cai mais lentamente que o previsto (ESA) - Jornal Brasil em Folhas
Laboratório espacial chinês cai mais lentamente que o previsto (ESA)


O laboratório espacial chinês que se dirige atualmente à Terra cai mais lentamente do que o previsto em um primeiro momento e poderá entrar na atmosfera terrestre na manhã de segunda-feira, informou neste sábado a Agência Espacial Europeia (ESA).

A agência, que monitora o deslocamento do Tiangong-1 (Palácio Celeste 1), havia estimado anteriormente uma janela de queda compreendida entre o sábado às 12H00 GMT (08 horas da manhã pelo horário de Brasília) e o domingo à tarde.

A queda na Terra deste módulo espacial fora de controle não deveria provocar danos e oferecerá um espetáculo esplêndido similar a uma chuva de meteoritos, afirmaram as autoridades espaciais chinesas.

Em um comunicado publicado neste sábado, a ESA de uma nova janela de tempo, entre domingo à tarde e a manhã de segunda-feira da hora universal, explicando que a queda do Tiangong-1 se desacelerou devido a uma meteorologia espacial mais tranquila.

Uma torrente de partículas solares deveria ter aumentado a densidade nas altas capas da atmosfera e precipitar a queda do laboratório espacial. Mas não houve o efeito previsto, segundo a ESA.

Entretanto, sua janela de entrada na atmosfera continua sendo altamente variável, ressaltou. Também persiste a incerteza sobre o lugar onde poderão cair os eventuais restos.

As pessoas não precisam se preocupar, afirmou na quinta-feira o Departamento de Engenharia Espacial Tripulada da China (CMSEO) em sua conta na rede social WeChat. Essas naves espaciais não caem na Terra violentamente como nos filmes de ficção científica.

Este laboratório foi colocado em órbita em setembro de 2011 e estava programado para fazer uma entrada controlada na atmosfera, mas deixou de funcionar em março de 2016, gerando preocupação por sua queda.

A probabilidade de uma pessia ser atingida por um objeto espacial de mais de 200 gramas é de uma em 700 milhões, segundo a CMSEO.

 

Últimas Notícias

Varejo perde R$ 19,5 bilhões em 2017 por danos em produtos e furtos
A partir deste sábado, candidatos só podem ser presos em flagrante
Brasileiros não se sentem prontos para lidar com a morte, diz pesquisa
Aos 95 anos, Gervásio Baptista recebe Medalha do Mérito Jornalístico
PF combate grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros
Primavera começa hoje com possibilidade de novo episódio do El Niño
Facebook anuncia medidas para combater contas falsas e desinformação
Polícia Militar faz operação na Rocinha

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212