Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Onda de greves na França testará reformas de Macron - Jornal Brasil em Folhas
Onda de greves na França testará reformas de Macron


A onda de greves que toma conta da França desde a última segunda-feira, em particular na companhia pública de trens SNCF, testa a vocação reformadora do presidente Emmanuel Macron, menos de um ano depois de sua chegada ao palácio do Eliseu.

Os ferroviários da SNCF fazem uma greve intermitente que pode perturbar seriamente a vida cotidiana dos franceses durante três meses.

Os sindicatos protestam contra um projeto de reforma do governo que quer pôr fim a seu estatuto especial. Criaram um novo conceito de mobilização, com uma greve de dois dias a cada cinco, totalizando 36 dias de paralisação alternados até o final de junho.

A SNCF aconselhou seus usuários a não usarem trem de segunda-feira à noite até a quinta de manhã, pois o movimento será muito inoportuno para os 4,5 milhões de viajantes diários, segundo o presidente do grupo, Guillaume Pepy.

Na terça-feira, os ferroviários se somarão a outros setores em greve: os funcionários da limpeza e do setor da energia.

No mesmo dia, os funcionários da Air France farão greve pela quarta vez em um mês para pedir um aumento geral de salário de 6%, embora não haja relação direta com as reformas de Macron.

A isso se somam os movimentos de estudantes, contrários a uma lei que modifica o acesso à universidade por meio de um sistema de seleção.

Desde maio de 2017, várias manifestações de relativo sucesso - os próprios ferroviários, funcionários públicos, aposentados - não alteraram o desejo reformador do executivo.

O método Macron, classificado de brutal pelos sindicatos, consiste em tentar reformar rapidamente todos os setores para surpreender os sindicatos. Ao abrir continuamente novas frentes, torna obsoleta a oposição à primeiro delas, pois já abriu uma segunda frente, explica o cientista político Philippe Braud.

-Desemprego persistente -

A França é a única grande economia europeia que não derrotou o desemprego em massa (8,9% ao final de 2017), argumentava Macron em agosto do passado, para justificar sua agenda reformista.

Os sindicatos sabem que apostam alto nesse disputa envolvendo a SNCF, empresa muito endividada e que enfrentará em breve a abertura à concorrência europeia.

Os sindicatos temem que, se o governo ganhar essa batalha, terá as mãos livres para impor outros projetos. Por isso querem conquistar a opinião pública francesa.

Segundo uma pesquisa da Ifop para o Journal du Dimanche, 53% dos franceses consideram a greve injustificada, mas há duas semanas esse percentual era de 58%.

Isso demonstra que a causa dos grevistas progride enquanto entramos no momento mais difícil do conflito, estima Frédéric Dabi, diretor adjunto da Ifop.

Ao mesmo tempo, contudo, 72% dos franceses estão convencidos de que o governo não recuará.

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212