Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Equador diz que equipe de imprensa sequestrada na fronteira com a Colômbia está bem - Jornal Brasil em Folhas
Equador diz que equipe de imprensa sequestrada na fronteira com a Colômbia está bem


A equipe do jornal El Comercio de Quito, sequestrada na segunda-feira passada na fronteira com a Colômbia por dissidentes da guerrilha das Farc, passa bem, segundo indicou neste sábado o ministro do Interior do Equador, César Navas.

Até ontem (sexta-feira) a informação que tínhamos é que estavam bem, e a situação é tão estável, declarou a jornalistas pouco antes de se reunir com parentes do repórter, fotógrafo e motorista sequestrados.

Ele informou que o encontro, realizado a portas fechadas em Quito, serviria para informar as famílias do progresso das autoridades para garantir a libertação dos reféns.

O que queremos é que nossos três cidadãos retornem em breve para o nosso país, disse Navas.

As autoridades equatorianas acreditam que a equipe de reportagem foi levada para o lado colombiano da fronteira depois de ser sequestrada na cidade fronteiriça de Mataje, na província costeira de Esmeraldas.

O repórter, o fotógrafo e o motorista do carro do El Comercio, um dos jornais mais influentes do Equador, estão nas mãos de um grupo vinculado ao narcotráfico que não participou do processo de paz com a guerrilha das Farc, já extintas.

O líder deste grupo é o terrorista conhecido como Guacho, e ele é, sem dúvida alguma, a pessoa responsável (...) pelo sequestro, afirmou o general Alberto Mejía, comandante das Forças Militares, em entrevista à rádio RCN.

Guacho, um equatoriano identificado pela Inteligência militar como Walter Artízala, de não mais de 35 anos, foi guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) por 15 anos, tempo em que se especializou em explosivos, narcotráfico e finanças.

Após se esquivar do acordo de paz com o agora partido político Força Alternativa Revolucionária do Comum, ficou à frente de um grupo de 70 a 80 homens e se movimenta entre ambos os países por uma região de floresta que serve de rota para o tráfico de drogas.

O suposto responsável do sequestro dos equatorianos também é apontado pelas autoridades como autor de um ataque com explosivos que deixou cerca 200.000 pessoas sem luz no porto colombiano Tumaco, na área de fronteira.

 

Últimas Notícias

Varejo perde R$ 19,5 bilhões em 2017 por danos em produtos e furtos
A partir deste sábado, candidatos só podem ser presos em flagrante
Brasileiros não se sentem prontos para lidar com a morte, diz pesquisa
Aos 95 anos, Gervásio Baptista recebe Medalha do Mérito Jornalístico
PF combate grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros
Primavera começa hoje com possibilidade de novo episódio do El Niño
Facebook anuncia medidas para combater contas falsas e desinformação
Polícia Militar faz operação na Rocinha

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212