Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Costa Rica, polarizada, escolhe presidente no 2º turno - Jornal Brasil em Folhas
Costa Rica, polarizada, escolhe presidente no 2º turno


A Costa Rica comparece às urnas neste domingo para escolher seu novo presidente, em um segundo turno polarizado entre o evangélico Fabricio Alvarado, extremamente conservador, e Carlos Alvarado, um ex-ministro do atual governo de centro-esquerda.

A votação começou às 6H00 (9H00 de Brasília) e prosseguirá até 18H00 (21H00 de Brasília).

Quase 3,3 milhões de pessoas estão registradas para comparecer a 6.600 locais de votação e escolher entre dois candidatos jovens e jornalistas, que compartilham o mesmo sobrenome, mas que não são parentes e estão em campos opostos da política.

Fabricio Alvarado, um jornalista e ex-deputado de 43 anos, contrário ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, é candidato pelo partido conservador Restauração Nacional (RN), um partido surgido das igrejas neopentecostais que proliferaram na Costa Rica nas últimas décadas.

Carlos Alvarado, ex-ministro do Desenvolvimento Social, tem 38 anos, é jornalista e cientista político. Candidato pelo Partido Ação Cidadã (PAC), atualmente está no governo, defende uma agenda que inclui o casamento gay e o Estado laico.

É a primeira vez que se polariza uma eleição na Costa Rica entre temas religiosos e de direitos humanos, comentou o analista Gustavo Araya, da Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (Flacso).

Fabricio Alvarado se tornou uma opção viável no primeiro turno eleitoral depois que anunciou, no dia 10 de janeiro, sua intenção de retirar a Costa Rica da Corte Interamericana de Direitos Humanos (CorteIDH), que um dia antes havia se pronunciado a favor do casamento homossexual.

Carlos Alvarado, ao contrário, defende esse tipo de união, o Estado laico e uma agenda de direitos humanos.

Uma pesquisa divulgada em 23 de março pela Universidade da Costa Rica apontou um empate técnico: p candidato evangélico tem 43% das intenções de voto, contra 42% de seu rival, com 15% de indecisos. A margem de erro da consulta era de 2,8 pontos.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212