Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Minas Gerais amplia cooperação com agência francesa para projetos ambientais - Jornal Brasil em Folhas
Minas Gerais amplia cooperação com agência francesa para projetos ambientais


O Governo de Minas Gerais iniciará um novo projeto de cooperação com a França, na área de mudanças climáticas. Trata-se de um apoio técnico prestado pela Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) para elaboração e implementação de uma ferramenta de apoio aos municípios mineiros para desenvolvimento de baixo carbono e sua adaptação às mudanças climáticas.

Na prática, o mecanismo significa a adoção de atitudes sustentáveis para a redução de emissões de gases de efeito estufa e para a redução do risco de desastres naturais.

A novidade foi apresentada aos integrantes da Câmara de Políticas de Energia e Mudanças Climáticas (CEM) do Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam). A analista ambiental da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam), Sarah Gusmão, explica que a proposta prevê investimento de £ 50 mil euros até o fim de 2019, em ações que devem envolver 10 municípios.

A parceria tem o objetivo de apoiar políticas municipais de combate às alterações do clima. As cidades devem ter suporte técnico para que desenvolvam e implementem suas políticas e ações contra as mudanças climáticas. “O trabalho prevê a simplificação do tema para que os municípios possam inseri-lo no seu cotidiano”, explica o gerente de Energia e Mudanças Climáticas da Feam, Felipe Nunes.

Outra novidade que o Governo de Minas Gerais está desenvolvendo e que também já foi apresentada aos conselheiros é a parceria para uso de ferramentas de reporte de emissões de gases de efeito estufa voltada à sua cadeia de fornecedores.

Um exemplo é a utilização da ferramenta Carbon Disclosure Program (CDP) - Programa de Divulgação de Carbono -, um sistema internacional de divulgação de dados ambientais que informa emissões e utiliza programas na busca de soluções para a questão das mudanças climáticas.

Processos legislativos

Ainda na reunião da CEM, os conselheiros foram informados quanto ao andamento do Projeto de Lei nº 4.975, de 2018, que institui a Política Estadual de Combate às Mudanças Climáticas. A norma tramita na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) desde o dia 27 de fevereiro deste ano, data em que foi enviada pelo governador Fernando Pimentel.

No momento, a proposta está em fase de consulta pública. O PL está disponível no site da Assembleia, na área de atividade parlamentar, e todos podem contribuir sobre o tema.

Atualmente, 15 estados brasileiros têm políticas próprias relacionadas às mudanças climáticas, em consonância com a Lei Federal. A analista ambiental da Feam, Morjana dos Anjos, explica que Minas Gerais já possui um Fórum Estadual que reúne diversas organizações para tratar do assunto.

Morjana também observa que as questões relacionadas às mudanças climáticas estão intrinsecamente ligadas ao desenvolvimento, à infraestrutura e à geração de energia.

“O Brasil tem metas ambiciosas para redução de emissão dos gases de efeito estufa, que causam as mudanças climáticas. É esperada a redução de 37% até 2025 e de 43% até 2030, tendo como base o ano de 2005”, afirma a analista.

A meta estadual atua como apoio à Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC), meta federal firmada entre diversos países no Acordo de Paris, durante a COP 21.

Ainda durante a reunião no CEM, foi apresenta a minuta de decreto do Programa Estadual de Registro Público de Gases de Efeito Estufa. O documento é resultado de discussões sobre o Registro Público das Emissões Anuais de Gases de Efeito Estufa de Empreendimentos no Estado, programa que tem por finalidade estimular a prática sistemática de declarações dessas emissões.

A minuta propõe a alteração do decreto nº 45.229 de 2009, que regulamenta medidas do Poder Público referentes ao combate às mudanças climáticas e gestão de emissões de gases de efeito estufa, explica a analista ambiental da Feam, Larissa Assunção.

Ao final do encontro, os conselheiros propuseram o envio de uma moção ao Presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, ao Presidente do Copam e ao secretário de Estado de Casa Civil e de Relações Institucionais para dar celeridade aos processos legislativos de alteração do Decreto 45.229 de 2009 e aprovação do Projeto de Lei que institui a Política Estadual de Combate às Mudanças Climáticas.


 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212