Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


11 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Saúde habilita novos profissionais em odontologia para pacientes especiais - Jornal Brasil em Folhas
Saúde habilita novos profissionais em odontologia para pacientes especiais


Dezesseis profissionais concluem na próxima semana o curso de Especialização em Odontologia para Pacientes Especiais e de aperfeiçoamento por meio de uma parceria entre a Escola de Saúde Pública (ESP) e o Centro Estadual de Odontologia para Pacientes Especiais (Ceope), duas unidades especializadas da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT).

Sete deles apresentarão os trabalhos de conclusão nos dias 02 e 03 e 05 de abril na sede da ESP e na presença dos orientadores e da banca examinadora. Entre os profissionais que concluem a especialização estão alunos da Baixada Cuiabana, Barra do Garças, Alta Floresta, Sinop, Alto da Boa Vista e, a título de aperfeiçoamento, Sorriso, Diamantino, Querência e São Félix do Araguaia. O curso também contou com a participação de profissionais do próprio Ceope.

José Figueiredo Loureiro Júnior, cirurgião-dentista do Ceope, conta que esta já é a segunda especialização em odontologia para pacientes especiais promovida pela SES/MT e tem por objetivo qualificar mais profissionais para atendimento a esse público, além de fomentar o processo de descentralização do serviço para os municípios do interior do estado.

“A finalidade principal da iniciativa é de qualificar os cirurgiões dentistas que atuam na saúde pública para o atendimento a pessoas com deficiência a partir do desenvolvimento de suas habilidades nas dimensões política, gerencial e técnica proporcionando a sociedade profissionais qualificados e compromissados com o sistema único de saúde no estado de Mato Grosso”, define José Figueiredo, que atualmente é vice-presidente do Conselho Regional de Odontologia (CRO/MT).

A coordenadora do curso na ESP, Eliane Barbosa Jerônimo, lembra que a especialização foi realizada com recursos de convênio com o Ministério da Saúde e contrapartida da SES. “As aulas práticas foram no Ceope e Hospital Metropolitano de Várzea Grande e as teóricas na Escola de Saúde Pública”, acrescenta. Foram 300 horas de aulas teóricas e 360 horas de aulas práticas.

Idalina Pereira Cabral Correa, diretora do Ceope, explica que a unidade é referência em atendimento de média e alta complexidade para os 141 municípios. Duas vezes por semana o Ceope atende no Hospital Metropolitano em casos de pacientes que necessitam de anestesia geral em ambiente hospitalar. “Inclusive vão atender amanhã um paciente do interior, mesmo com o decreto do ponto facultativo”.

 

Últimas Notícias

Jornalista e radialista Laerte Junior morre aos 52 anos
Prazo para consolidar dívidas do Refis começa nesta segunda
Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
Receita libera hoje consulta a sétimo lote de restituição do IR 2018
Intenção de investimentos da indústria cresce 4,4 pontos
Mercado reduz estimativa de inflação pela sétima vez
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
Anatel apreende mais de 126 mil produtos não certificados

MAIS NOTICIAS

 

Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
 
 
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
 
 
Diálogo Brasil debate projeto Escola sem Partido
 
 
Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social
 
 
Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus
 
 
ONG homenageia policiais militares mortos no estado do Rio

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212