Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Projeto “Ver de Perto” volta a ser realizado no Hospital Regional de Rondonópolis - Jornal Brasil em Folhas
Projeto “Ver de Perto” volta a ser realizado no Hospital Regional de Rondonópolis


A equipe de Serviço Social e Psicologia do Hospital Regional Irmã Elza Giovanella de Rondonópolis retomou o projeto “Ver de Perto”, que estava há quatro anos parado. O principal objetivo do projeto é levar um pouco mais de conforto, com música, palavras de carinho e até mesmo palestras, para os acompanhantes dos pacientes, que são tão importantes na recuperação de quem está internado.

Os irmãos Ivan e Deise Beralti se revezam durante o dia e a noite para acompanhar o pai internado no hospital. Eles esperavam ansiosos por resultados médicos e com o acolhimento humanitário do projeto, conseguiram por alguns minutos respirar sem aquele aperto no coração. “Como é bom saber que temos ajuda e pessoas preocupadas com nós, essa iniciativa ajuda e muito não só os acompanhantes, mas também quem está internado, lava um pouco a nossa alma”, disse Deise.

O arquiteto Alison Lopes é de Campo Verde e também está com o pai internado no Regional. Ele acredita que essa iniciativa ajuda e muito nestes momentos tão difíceis. “Eu tenho um grupo na minha cidade que também vai aos hospitais levar um pouco de conforto para quem está ali. É bom ter uma distração, psicologicamente nos ajuda a continuar fortes”.

“Como é bom saber que estamos sendo cuidados por pessoas que realmente amam o que fazem”, disse Lucineide Correia Miguel, de Primavera do Leste, que está acompanhando o marido internado.

A técnica de enfermagem Sandra Barreto da Silva trabalha no hospital há 16 anos. No começo fez o curso por necessidade, e hoje conta que é apaixonada pelo que faz e tem certeza que o projeto veio para somar ainda mais com os trabalhos feitos dentro do hospital. “É muito bom entrar nos quartos e ver que as pessoas sabem que juntos somos mais fortes. O projeto veio para mostrar também a importância do papel de cada um dentro do hospital, no tratamento dos pacientes”.

E assim o projeto foi ganhando os corredores do hospital e muitos que estavam dentro dos quartos saíram para ouvir as palavras de conforto e refletir com a música que ecoava. Para a coordenadora de Serviço Social do Hospital, Suzimeire Silva Martins, fortalecer o acompanhante é muito importante na recuperação do paciente. “Nós trabalhamos nesta semana a Páscoa, entregamos uma mensagem para cada um deles para que possam sentir que estamos aqui para ajudar. Percebi que durante o projeto conseguimos diminuir o conflito entre acompanhante e equipe também. Hoje eles sabem a quem recorrer em um caso de emergência, diminuímos muito o stress entre todos através do Ver de Perto”.

“Uma música bem escolhida pode acalmar quem está em um leito de hospital, e pode ajudar e muito as pessoas. Duas canções foram levadas para dar um pouco de paz e motivar a não desistir”, disse a psicóloga e também idealizadora do projeto Rosiclei Batistella Machado, que trabalha no Hospital há 14 anos.

Os trabalhos do projeto continuam a partir de agora, com música, palestras, o importante é mostrar aos acompanhantes e pacientes que a equipe do Hospital Regional de Rondonópolis está pronta para ajudar. “É uma ferramenta que estamos usando para ajudar a todos. A equipe cresce junto, possibilitando uma troca de experiência muito importante”, afirma a diretora assistencial do Hospital, Josyane Delgado de Oliveira.

O projeot foi retomado no setor de Clínica Médica, deve ser expandindo para todo o hospital. “O objetivo é que em breve todos os setores sejam beneficiados com o projeto Ver de Perto”, completa Josyane.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro terá uma série de reuniões na próxima semana em Brasília
Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212