Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 MT PAR transforma servidores públicos em empreendedores - Jornal Brasil em Folhas
MT PAR transforma servidores públicos em empreendedores


Responsável pela elaboração de projetos de parceria público privada e concessões entre o Executivo e a iniciativa privada, a MT Parcerias S.A (MT PAR) expande novamente as fronteiras ao priorizar no IX Encontro Parcerias Que Transformam o Empreendedorismo Público e Social. O evento foi realizado nesta terça-feira (27), no auditório Ponce de Arruda, no Palácio Paiaguás, com destaque para cases de sucesso de servidores públicos que aliam o serviço ao empreendedorismo.

A primeira inovação da MT PAR foi lançar no segundo semestre do último ano a MT PAR Social, um braço da entidade voltada para parcerias sociais mediadas pela entidade. Agora a MT PAR quer fazer um mapeamento dos servidores públicos empreendedores para elaborar um programa de empoderamento destas pessoas, com formação técnica, networking e eventos específicos a fim de fomentar esta cultura dentro do Estado.

“Neste momento de crise, de restrição financeira e orçamentária, temos que buscar alternativas para financiamento das políticas públicas porque o recurso público não é suficiente para melhorar a qualidade da prestação do serviço. Por outro lado também detectamos muitos servidores com boas iniciativas, com bons projetos que eles não conseguem colocar na frente do gestor da pasta, não conseguem dar encaminhamento por falta de oportunidade, de visibilidade, então a ideia da MT PAR é colocar no holofote os empreendedores públicos, como estamos chamando, servidores públicos do Estado que tenham boas ideias, que tenham bons projetos para melhorar a vida do cidadão”, explica a diretora-presidente da MT PAR, Maria Stella Lopez.

Servidor público premiado em empreendedorismo no Brasil, o professor Genésio Gomes foi um dos palestrantes do evento. Segundo ele, hoje o servidor está desestimulado porque não tem muitos recursos para trabalhar. “Transformando o servidor em empreendedor ele vai ultrapassar estas barreiras, vai se sentir mais feliz, trabalhando ferramentas através do empreendedorismo, que ensina a vencer obstáculos, a trabalhar conexões, pessoas, fundos de investimentos, recursos e isso faz com que as pessoas se sintam felizes trabalhando”, considera.

Genésio aprendeu a usar o empreendedorismo como alavanca para o desenvolvimento pessoal. “Meu desenvolvimento não se deve a um Plano de Cargo, Carreira e Salários da universidade, meu desenvolvimento pessoal foi através do empreendedorismo. Hoje eu desenvolvo muitos projetos e sou reconhecido nacionalmente devido à minha capacidade de empreender e é isso que a gente quer passar para os outros servidores”, frisa.

A tendência, de acordo com ele, é a criação de uma rede em que os servidores se conectem com empreendedores sociais, fora do governo, e juntos façam contato com fundos de investimento e recursos. “Digamos que eu seja um servidor que queira desenvolver um trabalho em educação, eu posso contatar um empreendedor da área da educação e juntos fazermos um projeto para um fundo de investimentos na área da educação. Se consegue o recurso e depois desenvolve o projeto. A ideia do servidor empreendedor é que ele é capaz de ir além para realizar seus projetos e ao mesmo tempo estes projetos impactarem a vida da sociedade. E a MT PAR vai instrumentalizar e viabilizar toda esta rede de conexões para que o servidor consiga passar por todo este processo”, destaca.

Servidor do MTI cedido para a Secretaria de Estado de Fazenda, Álvaro Viebrantz foi um dos cases do Encontro Parcerias Que Transformam. Ele organiza as comunidades de tecnologia da região, promove eventos para os internautas compartilharem conhecimento e profissionais da área levarem a experiência deles para quem está começando. “Já tive startaup, como o Procurix, onde se podia pesquisar o produto, ver as lojas em que havia na cidade, pesquisar qual era a mais barata e ir nela ver o objeto, mas falimos, e depois trabalhei com várias outras coisas em paralelo ao trabalho na Sefaz”, conta.

O professor de carreira da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) desde 2006, Feliciano Azuaga, diretor de Inovação Tecnológica da instituição, teve uma mudança de perspectiva na carreira há aproximadamente três anos, quando entrou em contato com o palestrante Genésio e a equipe dele. “Tive contato com um programa da Secitec chamado Células Empreendedoras, foi uma virada de chave na minha carreira porque eu passei a focar em ter uma rede de contatos maior e trazer programas institucionais de fora do Estado e do Estado para dentro da universidade. E mudou o meu modo de ver a instituição pública, os órgãos do governo, a forma de ter contato com a sociedade, de forma mais interativa, mais célere, e a mostrar o que nós do Estado temos a contribuir com a sociedade”.

Feliciano passou a ter uma visão empreendedora. “Passei a ver o Estado como algo que entregue algum valor a sociedade, a universidade entrega conhecimento, pesquisa, mas às vezes quem precisa da nossa pesquisa, da nossa tecnologia não sabe que produzimos isso, então meu papel foi melhorar a interface, tornar a universidade mais conhecida, buscar parceiros e desenvolver uma cultura de inovação e empreendedorismo dentro da universidade. Auxiliar nos cursos, auxiliar os professores que tem no mote uma universidade mais moderna, mais dinâmica, mais atrativa”.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212