Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Índice de Intenção de Consumo das Famílias aumenta em março, aponta FecomercioSP - Jornal Brasil em Folhas
Índice de Intenção de Consumo das Famílias aumenta em março, aponta FecomercioSP


O Índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), registrou alta de 0,9% no mês de março em relação a fevereiro e chegou aos 95,1 pontos. Essa foi a nona variação positiva consecutiva e a maior pontuação desde abril de 2015, segundo a entidade. Na comparação anual, o crescimento foi de 20,8%. Esse é o 19° mês seguido de crescimento nessa base comparativa.

O ICF varia de 0 a 200 pontos, sendo que resultados abaixo de 100 pontos significam insatisfação e acima de 100, satisfação em relação às condições de consumo.

Quatro dos sete itens analisados apresentaram crescimento em março. Entre os destaques positivos está o item acesso ao crédito, que passou de 90,9 pontos em fevereiro para 94,6 pontos em março. Outro destaque foi o indicador momento para duráveis, que registrou alta mensal de 2,7% e atingiu 76,6 pontos. A assessoria econômica da FecomercioSP avaliou que os consumidores estão reduzindo a cautela em relação às compras de produtos como TV, fogão, geladeira, entre outros, “em decorrência da redução dos juros e da maior facilidade na obtenção do crédito. Há um ano, 70% dos entrevistados achavam que era um mau momento para aquisição desses tipos de bens. Agora, o percentual caiu para 58%.

O item renda atual ficou em 106 pontos em março, elevação mensal de 1,1% e anual de 20,3%. Segundo os dados, 33% dos entrevistados consideram que sua renda está melhor do que há um ano. O item perspectiva profissional, por sua vez, ficou estável na comparação mensal, com 116,9 pontos, o que significa que a maioria dos paulistanos considera a possibilidade de um avanço profissional nos próximos seis meses. “Também há mais segurança com relação ao emprego atual, pois o item emprego atual teve crescimento de 1% em relação a fevereiro e 11,6% na comparação com o mesmo mês de 2017, encerrando o mês com 113,5 pontos”, destaca a FecomercioSP.

Dois itens registraram queda, sendo que a maior variação negativa foi do nível de consumo atual (redução de 2,1% e 62,5 pontos), item com a mais baixa avaliação no mês. A perspectiva de consumo teve queda de 0,9% e atingiu o total de 95,6 pontos.

Edição: Juliana Andrade

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212