Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Reino Unido acusa Rússia de usar reunião da Opaq como tática de distração - Jornal Brasil em Folhas
Reino Unido acusa Rússia de usar reunião da Opaq como tática de distração


O Reino Unido acusou a Rússia, nesta terça-feira (3), de convocar uma reunião da Organização para a Proibição das Armas Químicas (Opaq) como tática de distração e para dificultar a investigação em curso sobre o envenenamento do ex-agente duplo russo Serguei Skripal na Inglaterra.

Essa iniciativa russa é uma nova tática de distração, que aponta para dificultar o trabalho da Opaq, declarou o Ministério das Relações Exteriores, em um comunicado. A reunião prevista para quarta-feira (3) foi solicitada por Moscou.

A Organização para a Proibição das Armas Químicas (OPAQ) se reunirá nesta quarta-feira para tratar das alegações britânicas contra a Rússia, acusada de ser responsável pelo envenenamento do ex-agente duplo russo Serguei Skripal e sua filha, segundo comunicado publicado nesta terça-feira.

O presidente do Conselho Executivo recebeu um pedido do representante permanente da Rússia para convocar uma reunião extraordinária em relação ao incidente de Salisbury (Inglaterra), segundo o documento.

A reunião será realizada na sede OPAQ em Haia.

Serguei Skripal foi envenenado oa lado da filha Yulia no dia 4 de março em Salisbury com um agente derivado, segundo as autoridades britânicas, de um programa químico do período soviético.

Londres considera que a responsabilidade de Moscou neste caso é a única plausível, apesar dos desmentidos do governo russo.

O chanceler de Moscou, Serguei Lavrov, insinuou na segunda-feira que Londres poderia estar por trás do envenenamento, ao afirmar que o caso ajuda o país a criar uma distração para os problemas ao redor do Brexit.

O representante da Rússia na OPAQ, Alexander Shulgin, pediu uma reunião para tratar as alegações do desrespeito da Convenção da parte de um Estado parte a outro Estado parte sobre o incidente de Salisbury.

Pedimos que este ponto da agenda ou parte deste seja discutido pelo Conselho em uma sessão confidencial, afirmou Shulgin em uma carta.

A justiça britânica autorizou em 22 de março a coleta de mostras de sangue dos Skripal, o que dever permitir que a OPAQ realize a própria análise da substância utilizada para o envenenamento. Londres afirma que é um agente da família Novichok.

O incidente de Salisbury provocou uma das piores crises diplomáticas dos últimos anos entre Moscou e o Ocidente.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212