Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Futuro de Assad é linha vermelha, alerta Damasco a dois dias de negociações em Genebra - Jornal Brasil em Folhas
Futuro de Assad é linha vermelha, alerta Damasco a dois dias de negociações em Genebra


Damasco assinalou neste sábado que o futuro do presidente sírio, Bashar al-Assad, continua sendo uma linha vermelha, e que não irá discutir este tema com a oposição, nem com o enviado da ONU, nas negociações que serão retomadas na próxima segunda-feira em Genebra.

Não negociaremos com ninguém que queira discutir a presidência. Bashar al-Assad é uma linha vermelha, e se eles querem manter esta posição, melhor não irem a Genebra, advertiu neste sábado o chanceler sírio, Walid Muallem, referindo-se à oposição.

O enviado das Nações Unidas, Staffan de Mistura, não tem o direito de falar sobre as futuras eleições presidenciais na Síria, afirmou Muallem. Isto é responsabilidade exclusiva do povo sírio, afirmou, em entrevista coletiva.

De Mistura havia dito ontem que deveriam ser realizadas eleições presidenciais e legislativas na Síria em um prazo de 18 meses.

O Alto Comitê de Negociações (ACN), que reúne os grupos-chave da oposição síria, havia anunciado, também ontem, que, a partir de segunda-feira, irá participar das negociações em Genebra.

O ACN assinalou que irá se concentrar na constituição do governo transitório dotado de todos os poderes executivos, no qual não há lugar para Assad.

- Damasco propõe governo de união -

Muallem falou em formar um governo de união, que designe uma comissão para redigir uma nova Constituição ou apresentar emendas à atual. Em seguida, haverá um referendo, para que o povo sírio decida.

Desde as primeiras negociações, que fracassaram, em 2014, o principal obstáculo tem sido o futuro de Assad, que se recusa a deixar o poder, apesar dos cinco anos de guerra, que deixaram mais de 270 mil mortos e milhões de refugiados internos.

As conversas acontecerão em salas separadas com representantes do regime e da oposição.

Muallem adiantou que a delegação de Damasco não irá esperar mais de 24 horas pela delegação da oposição, lembrando que, na primeira rodada de negociações, a delegação do governo aguardou por três dias a chegada dos opositores.

Mas neste sábado, os dois chefes da delegação opositora já se encontravam em Genebra, onde foram vistos em um grande hotel.

A vigência de uma trégua desde 27 de fevereiro permitiu a retomada das negociações. O nível de violência caiu entre 80% e 90%, o que é muito significativo, disse hoje na Arábia Saudita o secretário de Estado americano, John Kerry, que também anunciou reuniões com a Rússia para analisar as violações da trégua denunciadas pela oposição síria.

De Mistura estimou, em entrevista publicada hoje, que os curdos sírios devem poder opinar sobre o futuro da Síria, apesar de não terem sido convidados para as negociações em Genebra.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro terá uma série de reuniões na próxima semana em Brasília
Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212