Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Secretaria de Saúde participa do III Fórum de Doenças Raras do Maranhão - Jornal Brasil em Folhas
Secretaria de Saúde participa do III Fórum de Doenças Raras do Maranhão


O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), integrou, nesta segunda-feira (2), a mesa de abertura do III Fórum de Doenças Raras do Maranhão, evento que inicia o II Simpósio de Genética Médica do Maranhão. Os dois eventos são uma realização da Liga Acadêmica de Genética Médica (LAGeM) e acontecem até a quinta-feira (5), no Centro de Convenções Paulo Freire.

Representando o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, a secretária adjunta de Assistência à Saúde da SES, Carmen Belfort, destacou os avanços na assistência multiprofissional às pessoas com doenças raras. Como o tratamento integral garantido a 15 pacientes de São Luís e do interior do estado, a maioria crianças, com epidermólise bolhosa (EB) – doença genética rara caracterizada por grande sensibilidade da pele.

Segundo Carmen Belfort, a SES presta atendimentos especializados na Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão, nos hospitais Juvêncio Mattos e do Câncer, e no Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação de Crianças (Ninar).

“A SES é sensível à questão. Hoje, a SES presta o atendimento com o diagnóstico feito. Ainda não temos um centro de referência especializado em diagnóstico com foco genético, contudo, trabalhamos em parceria com outros estados. Quando há a necessidade de diagnóstico precoce pela via genética, encaminhamos para outros centros, como Porto Alegre, garantindo a assistência”, afirmou.

Presente ao evento, a superintendente de Atenção Primária, Joelma Veras, acrescentou que outra via de atuação é por meio da prevenção de fatores de risco. “A Atenção Primária tem trabalhado na prevenção da gravidez na adolescência e também na promoção de hábitos saudáveis e no combate do uso de álcool e drogas na gravidez, que são fatores de risco que podem influenciar no nascimento de crianças com doenças raras ou más formações”, ressaltou.

A coordenadora docente da Liga Acadêmica de Genética Médica, Silma Regina Pereira, ressaltou que, no Brasil, cerca de 13 milhões de pessoas possuem alguma doença rara, destas, aproximadamente 450 mil são maranhenses. “Convém lembrar que as doenças são ditas raras, mas pessoas com essas doenças não são raras. Espero que juntos possamos achar caminhos para que o diagnóstico, o tratamento e a assistência sejam integrais”, frisou.

O diretor clínico da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), Rodrigo Lopes da Silva, também acompanhou as discussões.

Os eventos têm o apoio da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) e do Laboratório de Genética e Biologia Molecular (LabGeM-UFMA).

 

Últimas Notícias

Submarino argentino é encontrado um ano e um dia após desaparecimento
Parlamento cubano rejeita resolução da Eurocâmara sobre direitos human
Incêndio da Califórnia registra 74 mortos e mais de mil desaparecidos
Livro mistura suspense e fantasia em reflexão sobre violência no país
EBC e Fundação Getulio Vargas firmam acordo para revitalizar acervo
Trabalho de escoramento em viaduto paulistano prossegue neste sábado
Belo Horizonte tem previsão de mais chuva; temporais já mataram quatro
Prefeito de Mariana diz que não desistirá de ação no Reino Unido

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212