Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Abr de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Grande São Luís tem o menor número de homicídios dos últimos 11 anos - Jornal Brasil em Folhas
Grande São Luís tem o menor número de homicídios dos últimos 11 anos


Dados apresentados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) mostram que o número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) registrados na Grande São Luís em março de 2018 é o menor dos últimos 11 anos, comparado com o mesmo período dos outros anos. Os CVLIs incluem os crimes violentos que resultam em morte: homicídio, latrocínio e lesão seguida de morte.

Segundo o setor de estatística da SSP, em março de 2018 foram 22 CVLIs registrados nos municípios que compõem a Grande Ilha: São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar.

Os números de março de 2018 são os menores desde 2009. Nessa série histórica, o ano de 2014 foi o que registrou o pico de ocorrências no mês de março, totalizando 84 casos de crimes violentos na Grande São Luís.

Se comparado ao ano passado, março de 2018 também registrou quedas nos casos, saindo dos 60 em 2017 para os atuais 22, totalizando uma redução de 63%.

Mais investimentos

Entre os fatores importantes para redução gradativa dos casos de crimes letais na Grande Ilha, estão a criação, em 2016, da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), que modificou a dinâmica de combate aos crimes e trouxe maior precisão à investigação criminal desses casos, com a utilização de um método diferenciado que inclui uma delegacia móvel e ferramenta de georreferenciamento de casos.

O secretário de Estado da Segurança Pública, Jefferson Portela, afirma que a proposta colocada para o sistema de Segurança Pública no início da gestão do governador Flávio Dino, está sendo concretizada. “No governo atual ampliamos as Superintendências no intuito de descentralizar a Segurança Pública. Desse modo, atendemos com mais qualidade e agilidade as necessidades da população”, destaca Portela.

Inovação

“A Delegacia Móvel, outra inovação realizada nesta gestão, usa a plataforma ArcGIS, que ajuda a georreferenciar as ocorrências de forma online, coletando dados do crime no local, além de ouvir testemunhas. Isso fez com que nossa taxa de identificação de autoria chegasse a 47%, ainda no local do crime”, afirma Portela.

Jefferson Portela destaca que o setor de segurança maranhense “conseguiu superar a meta estabelecida pelo Governo Federal, que era de redução de 20% para 4 anos. Além disso temos uma redução de 40% de homicídios em 2017, na comparação com 2014, da Grande Ilha. Com a queda, cerca de 700 vidas foram salvas em três anos”, declara.

 

Últimas Notícias

Ex-presidente do Peru tenta se matar ao receber ordem de prisão
Ex-presidente do Peru está em estado grave após tentativa de suicídio
Governo argentino lança pacote de medidas para combater inflação
PRF apreende no Rio 300 mil maços de cigarros contrabandeados
Famílias de baixa renda de Brumadinho recebem auxílio emergencial
Governo autoriza uso da Força Nacional para segurança na Esplanada
Chega a 18 número de mortos no desabamento no Rio de Janeiro
Fachin pede manifestação de Moraes sobre inquérito de fake news

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - EXPEDIENTE