Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 “Temos o maior programa educacional do Brasil”, diz Flávio Dino em palestra em Harvard - Jornal Brasil em Folhas
“Temos o maior programa educacional do Brasil”, diz Flávio Dino em palestra em Harvard


O serviço público cumpre uma função essencial no país, e os servidores precisam se sentir parte de uma causa para chegar a resultados cada vez melhores – e o Maranhão tem exemplos que mostram que isso é possível. A avaliação foi feita pelo governador Flávio Dino durante palestra nesta sexta-feira (6) na Brazil Conference at Harvard & MIT 208, em Boston, Massachusetts, nos Estados Unidos da América.

O evento busca soluções para o futuro do Brasil. O tema da palestra de Flávio Dino e outros convidados, na Universidade de Harvard, foi “Impulsionando talentos no setor público”. Flávio Dino citou casos de como o Maranhão vem dando grandes saltos a partir dos investimentos públicos e do serviço prestado pelo Estado.

Isso requer, naturalmente, recursos financeiros. “O segredo está na conjugação do custeio [o dinheiro aplicado para manter o Estado e os serviços funcionando] e do investimento. Não se faz serviço público de qualidade sem custeio. Por exemplo, temos hoje o maior programa educacional em execução do Brasil. Cada escola nova que inauguro significa professores, material didático, etc”, explicou, referindo-se ao Escola Digna e ao impacto financeiro dessas iniciativas. Mas o resultado é muito mais do que vantajoso para a população.

Antes do início do debate, o apresentador do evento destacou outros investimentos que vêm sendo feitos pelo Governo do Maranhão. Ele deu como exemplos o maior salário para os professores do Brasil e os avanços na Segurança Pública, como a saída de São Luís da lista de 50 cidades mais violentas do mundo.

Bons resultados

Flávio Dino ressaltou que é preciso mais do que estímulo financeiro para alcançar bons resultados no serviço público. “A autoridade de quem lidera às vezes é mais estimulante que prêmios. No Governo do Maranhão, estamos conjugando as duas coisas. Quando cheguei, apreendiam-se 1.800 armas ilegais por ano; hoje se apreendem quase 3 mil, um salto de 80%, conjugando autoridade com premiação”, exemplificou.

Para o governador, é preciso ir além de salários e gratificações: “Não devemos ter a ilusão de que os estímulos econômicos vão gerar maior produtividade, porque é preciso que os servidores públicos se mobilizem por uma causa. Todos precisamos de causas, sonhos. Precisamos de metas mensuráveis, mas também e sobretudo abstratas. Ninguém vai executar bem suas funções apenas para cumprir uma determinada equação matemática”.

Para ele, é preciso ter metas objetivas, mas igualmente é fundamental engajar todos num “esforço coletivo”. Flávio Dino acrescentou que é preciso “construir uma nova cultura geracional” sem perder as virtudes do poder público.

Durante a apresentação, Flávio alertou para a correção de algumas distorções. Por exemplo, há mais engenheiros interessados em ser auditores do que em trabalhar diretamente com o planejamento e a construção das obras. Porque envolve uma cultura de valorização e desvalorização de funções. “É preciso balancear melhor as esferas de controle e de execução do serviço público.”

Além de Flávio, também fizeram palestras sobre o mesmo tema Claudio Haddad, do Insper; Denis Mizne, da Fundação Lemann; Joice Toyota, da Vetor Brasil; e Regina Pacheco, da Fundação Getúlio Vargas.

Brazil Conference

O evento é organizado pela comunidade brasileira de estudantes em Boston. A conferência vai até este sábado (07) e conta com mais de cem palestrantes convidados.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212