Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Seaf registra alta nos preços de cinco produtos hortifrutigranjeiros - Jornal Brasil em Folhas
Seaf registra alta nos preços de cinco produtos hortifrutigranjeiros


O comparativo semanal de preço mais comum encontrado no terminal voltado para o comércio atacadista e varejista de hortifrutigranjeiros da Capital, divulgado nesta quarta-feira (04.04) pela Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf), chama atenção pela quantidade de produtos em alta nos preços.

O consumidor que costuma acompanhar de perto o vai e vem dos preços no atacado percebeu o aumento de cinco produtos que estão custando mais do que há uma semana. Tiveram aumento nos valores o alho, a couve-flor, a abobrinha, o tomate e o abacate. Esses três últimos itens tiveram aumento de 15%, enquanto que a couve-flor esse percentual de acréscimo foi de 25% e o alho de 10%.

Ainda segundo a análise feita pelos técnicos da Seaf, quatro itens comumente pesquisados diminuíram de preços. São eles: milho verde, pepino, pimenta de cheiro e a banana prata. A maior queda desse grupo foi registrada no preço do pepino, que caiu 38%, passando de R$ 40,00 a caixa com 21 quilos para R$ 25,00. A pimenta de cheiro e a banana da prata caíram 20% e o milho verde 10%.

Razões para alteração de preço

De acordo com o engenheiro agrônomo da Seaf, Luiz Henrique Araújo, há diversos fatores que influenciam nas alterações de preço. Entre eles, o clima, a safra (se está no começo, ou no final) e a ocorrência de datas importantes, como a Semana Santa comemorada na semana passada.

A cotação de preços dos principais produtos da agricultura familiar é realizada semanalmente, toda terça-feira a partir 5h, por técnicos da Seaf, Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e prefeitura de Cuiabá. A pesquisa de preço é realizada na Central de Abastecimento de Cuiabá, levando em conta o preço mínimo, mais comum e o preço máximo dos produtos encontrados nas barracas em três horários distintos durante o período matutino.

Para acessar o preço de todos os 40 produtos divulgados pela cotação nacional dos preços do Prohort clique no link: http://www.prohort.conab.gov.br

Esta regulação é fundamental para garantir a qualidade do preço, evitando crimes contra a economia popular e valorizando o esforço e trabalho do homem do campo.

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212